Publicidade

Posts com a Tag suelle

quarta-feira, 14 de março de 2012 Superliga | 10:16

Noite de tie-break e de "anônimas" nas quartas da Superliga

Compartilhe: Twitter

As quartas de final da Superliga feminina seguiram na noite de terça-feira e, contrariando a minha previsão e de quem comenta por aqui, todos os os jogos foram duros e só acabaram no tie-break. Primeiro, 3 a 2 para o Mackenzie/Cia do Treno diante do Unilever na zebra da rodada. Depois, vitória do vôlei Futuro sobre o Banana Boat/Praia Clube. Para fechar, triunfo no quinto set para Usiminas/Minas contra o Sesi. E quem não está na seleção deu trabalho para os times de selecionáveis.

Mackenzie/Cia do Terno 3 x 2 Unilever (26/24, 15/25, 27/25, 24/25 e 15/13)

Gabi - Divulgação/CBV

Gabi foi a melhor em quadra na vitória do Mackenzie sobre Unilever

O Unilever se perdeu nos últimos jogos. Depois de cair diante do Vôlei Futuro e do Sollys/Nestlé, teve mais uma derrota. Mari não estava em um bom dia e logo foi para o banco, dando luar a Amanda. E aí faz falta ter banco para mexer no time ao longo do jogo e dar mais ânimo a quem está em quadra. Sheilla, apesar de ter sido a maior pontuadora, não me parece aquele oposta decisiva de sempre. E só Venturini com as centrais não ganham jogo…

Leia mais detalhes: Mackenzie abre quartas com vitória sobre Unilever

Do outro lado, “anôminas” acreditaram que era possível e brilharam. Anôminas é uma força de expressão porque que o Unilever conta com estrelas da seleção, mas quem viu a Superliga sabe que Gabi é uma promessa que já está virando realidade e que Thaís, apesar de pequena, pode decidir. A jovem de 17 anos colocou 19 bolas no chão, enquanto a outra ponteira acertou 16 vezes. E foi assim, usando a força das pontas como tinha se proposto e aproveitando as oportunidades quando o Unilever parava e deixava caminho aberto para uma sequência de pontos (o que está ficando comum no time carioca) que o Mackenzie surpreendeu e venceu. Será que vai dar zebra nesta série das quartas? Ainda acho cedo para afirmar…

Vôlei Futuro 3 x 2 Banana Boat/Praia Clube (32/30, 23/25, 25/16, 20/25 e 16/14)

Vôlei-futuro-divulgação

Vôlei Futuro teve trabalho, mas venceu em casa

Aqui as jogadoras menos conhecidas deram trabalho as selecionáveis do Vôlei Futuro. Paula Pequeno, Fernanda Garay e companhia tiveram apenas um set fácil. O resto do jogo foi bastante equilibrado e vencido com uma ajudinha dos erros do Praia Clube no finalzinho do tie-break.

O time de Araçatuba usou a escalação certa, com Ana Cristina no levamento. Stacy é uma excelente líbero, mas poderia ter sido usada antes para chegar aos playoffs com mais ritmo. Assim, tentando se arrumar no fundo e vendo alguns ataques errados de Joycinha, o Vôlei Futuro usou seu saque e seu bloqueio e saiu na frente na série.

Resumo dos jogos: Usiminas/Minas e Vôlei Futuro saem com vantagem nas quartas

No Praia Clube, alguns torcedores do Unilever devem ter sentido saudades de Suele. A ponteira foi bem em todos os fundamentos e poderia ainda ser uma boa arma ao time de Bernardinho. Agora na equipe mineira, ela ajudou no saque e no ataque, mesmo não usando sempre a potência. Além disso, Dayse foi mais uma das “anôminas” a crescer e pontuar. O problema foi que o time errou 10 vezes mais que as rivais e a levantadora, mesmo com passe saindo, fez algumas jogadas complicadas para as atacantes.

Usiminas/Minas 3 x 2 Sesi (25/16, 22/25, 25/17, 21/25 e 15/11)

Herrera-Divulgação/CBV

Herrera comandou ataque do Usiminas ao lado de Daymi

Para fechar, equilíbrio no confronto que era para ser o mais parelho dessas quartas de final. E, de novo, quem não tinha as selecionáveis se deu melhor. Dani Lins, Sassá e companhia pararam na potência dos ataques das cubana Herrera e Daymi, com 23 a 20 pontos no fundamento respectivamente.

O Minas não marcou nenhum ace e fez apenas um bloqueio a mais que o Sesi (16 a 15), mas colocou mais bolas no chão no ataque, o seu ponto forte (68 a 59). As duas equipes tiveram altos e baixos na fase classificatória, mas essa potência na rede pode fazer a diferença agora no mata-mata.

Quartas de final da Superliga feminina seguem nesta sexta-feira, com São Bernardo x Sollys/Nestlé. Unilever x Mackenzie e Banana Boat/Praia Clube x Vôlei Futuro serão no sábado. Domingo será dia de Sesi x Usiminas/Minas.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sábado, 16 de abril de 2011 Superliga | 12:12

Unilever está em mais uma final de Superliga

Compartilhe: Twitter
Fabi faz festa na vitória do Unilever. Ela foi muito bem na defesa

Fabi faz festa na vitória do Unilever. Ela foi muito bem na defesa

Mais uma final de Superliga começa a ser definida e, mais uma vez, o Unilever estará na briga pelo título. Com uma bela armação tática, o time de Bernardinho venceu o Pinheiros/Mackenzie neste sábado por 3 sets a 0, fechou a sua série semifinal e está na final do torneio nacional.. pela 10ª vez!

O Pinheiros/Mackenzie mostrou, no começo do jogo, que daria muito trabalho, principalmente com o seu saque. O time abusou das falhas na recepção de Regiane e ficou sete pontos consecutivos no saque. Pois é, mas o jogo não seria bem assim…

Logo o Pinheiros teve dois erros muito bobos na defesa, com a bola caindo bem no meio de todas as jogadores, e o Unilever reagiu. Além disso, Suelle entrou no lugar de Regiane e o passe melhorou.

O jogo mostrou dois times em momentos diferentes. O Unilever, que conseguiu virar e disparar no placar em todas as parciais, esteve muito bem taticamente. A equipe encaixou o saque e, principalmente, se fechou na defesa e no bloqueio. Mas, para isso, teve uma “ajudinha” das paulistas. O Pinheiros jogou sem Fabíola, que torceu o tornozelo, e a levantadora Karine usou muito a ponta, deixando o meio de lado porque muitas vezes teve um passe ruim ou por falta de entrosamento por ser a levantadora reserva.

A líbero carioca Fabizinha também estava inspirada. Suelle entrou e ficou. Dani Lins, Mari e Sheilla estão cada vez mais em sintonia. Tudo isso, com ajuda do bloqueio sempre bem armado (foram 13 pontos no fundamento, quatro a mais que as paulistas), o resultado foi o 3 a 0 (leia como foi o jogo set a set). O Pinheiros ainda tentou, jogou na garra até o meio do terceiro set, mas depois parece que entregou um pouco os pontos. A expressão de Karine depois de errar um saque demonstrava exatamente isso…

Agora é esperar a outra série, entre Sollys/Osasco e Vôlei Futuro. E o Mundo do Vôlei segue na torcida pela recuperação de Stacy. A jogadora já acordou e conversou com os médicos, com contou Paula Pequeno em seu Twitter. #FORCASTACY

Autor: Tags: , , , , , , ,