Publicidade

Posts com a Tag recepção

terça-feira, 28 de maio de 2013 Seleção feminina | 18:22

Erros na recepção, mas dever cumprido na estreia

Compartilhe: Twitter

A seleção brasileira feminina venceu a Suíça nesta tarde, na primeira partida da temporada, na estreia na Montreux Volley Masters. O placar foi de 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/23 e 25/10. O time teve muitos erros na recepção, quase se complicou no segundo set, mas cumpriu o dever na estreia, de vencer sem perder nenhuma parcial.

Mais notícias, transações de mercado e bastidores? Curta também a página do Mundo do Vôlei no Facebook

Divulgação

Dani Lins comemora vitória na estreia com as companheiras da seleção

A recepção realmente foi o problema da equipe. No segundo set, por exemplo, o Brasil marcou 21 a 15 e empacou, sem conseguir nenhuma bola na mão de Fabíola, que havia entrado na inversão de 5-1. Sim, era só o primeiro jogo, tinha tensão da estreia e tal, porém foram erros demais. É o primeiro ponto a ser melhorado, sem dúvida.

Já o terceiro set foi uma lavada da seleção, que se impôs no saque com Pri Daroit e deslanchou de vez. Não dava para comparar muito os times na técnica. Era só ver a posição do bloqueio brasileiro, bem armado e a facilidade de ataques colocados, como as diagonais de Fê Garay. Mesmo na estreia, o Brasil é mais time, com variedade de jogadas e, por isso, dominou.

Siga também o Mundo do Vôlei no Twitter

O que deu para perceber desse jogo? Bom, além dos problemas na recepção, teve gente que pode ter sentido a pressão. Ellen fez uma Superliga e tanto pelo Pinheiros, mas não se achou muito em quadra. É nova, vai ter outras chances e logo deve corresponder. Já as gêmeas Monique e Michelle viraram quando solicitadas, assim como Pri Daroit. São três ainda novas na seleção, mas com experiência na base e isso pode ter ajudado.

Como disse, o Brasil cumpriu o seu dever. Venceu quem seria o rival mais simples e agora encara China e Rússia. Os jogos serão quarta e quinta, às 13h30 (horário de Brasília). Agora é usar o tempo e os jogos para se arrumar. Esse é só o começo do novo ciclo…

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 27 de setembro de 2012 Diversos | 13:12

Vale a pena proibir a recepção de toque?

Compartilhe: Twitter

A FIVB mudou esta semana algumas regras do vôlei. Agora, segundo informações do site Melhor do Vôlei será infração recepcionar de toque. O que você acha? Vale a pena essa alteração?

Alguns jogadores comentaram a notícia no Twitter. “Pra mim estamos dando um passo para trás! Minha opinião!”, escreveu William, levantador do Sada/Cruzeiro. “Voltaremos ao voleibol romântico com o passe sendo feito só com a manchete. Minha opinião é favorável a esta regra nova tb pq não passo!!”, postou o central Gustavo do Canoas Vôlei.

Não gostei muito da mudança, não. O passe de toque acelera a jogada, faz a bola já chegar alta e mais rápida às mãos do levantador. E acho que as jogadas mais bonitas são essas, aceleradas. No caso dos saques flutuantes ou balanceados, esperar a bola cair para executar a manchete vai fazer o time perder alguns segundos importantes na armação. Claro, é o levantador quem tem que ter habilidade para impor velocidade e tal, mas acho que o toque pode ajudar um pouco.

Porém, nos últimos anos, cada vez mais se fala em jogo rápido, em dificuldade para marcação da arbitragem… Mas porque não investir em tecnologia ou invés de mudar uma coisa que está funcionando bem? Também já tentaram “segurar” o jogo impondo que o primeiro ataque fosse feito apenas do fundo. A regra valeu em um Mundial de Clubes e não foi para frente. Vamos ver o que acontece com essa agora…

Será que Ary Graça, agora presidente da FIVB, aprova tudo isso? Se a regra pegar, as escolinhas de vôlei terão que dar mais valor à manchete. E por um lado, isso pode ser bom. Vemos muitos jogadores que são fracos no passe e terão que investir cada vez no fundamento, afinal, muitas vezes é simples colocar a bola na mão do levantador de toque do que manchete.

A outra mudança é em relação ao cartão amarelo, que não vai mais significar ponto direto para o adversário. Acho que isso não interfere tanto no jogo, basta ver como os árbitros vão segurar os ânimos da galera em quadra.

Autor: Tags: , , , , ,