Publicidade

Posts com a Tag favorito

segunda-feira, 1 de abril de 2013 Superliga | 12:15

Sollys/Nestlé x Unilever mais uma vez na final. Há um favorito?

Compartilhe: Twitter

Depois de muito esperar, Sollys/Nestlé e Unilever entram na contagem regressiva para a final da Superliga feminina 2012/2013. Pela nona vez consecutiva as duas equipes decidem o título. O jogo será no domingo, dia 7, às 10h, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Depois de tanto tempo se enfrentando, dá para apontar um favorito nessa briga?

>> Curta a página do Mundo do Vôlei no Facebook

O Mundo do Vôlei conversou sobre isso com alguns protagonistas da decisão. Ainda na fase semifinal, Bernardinho disse, sem pensar, que favorito era o Sollys. Fabi também apostava no time de Osasco na briga com o Vôlei Amil para chegar a mais uma decisão. Depois da classificação, a turma do time de Osasco reagiu e respondeu ao técnico. Veja a opinião deles no vídeo:

Tendo um favorito ou não, o que se vê nesses momentos é um jogo de empurra. Bernardinho joga a responsabilidade para o outro lado. Mesmo com elenco que tem e com a sequências de títulos (Superliga 2011/2012, Campeonato Mundial e Paulista), a equipe de Osasco não se assume um pouco à frente. O mesmo aconteceu na semifinal, José Roberto Guimarães, desde o começo da Superliga, disse que o objetivo do Vôlei Amil na temporada era chegar até a semifinal, já tirando um pouco a pressão nos playoffs. Pois bem, o time foi até a meta estabelecida. Na outra chave, Sesi também dizia que a responsabilidade era do Unilever e ponto.

Sim, concordo com Thaísa quando ela diz que o jogo é decidido na bola, ali dentro da quadra. Também sei que duelos entre Sollys/Nestlé e Unilever geralmente são muito equilibrados. Prova disso foram os dois jogos desta temporada, com dois tie-breaks, um para cada lado. Mas dessa vez, acho que o lado paulista leva vantagem. É uma equipe que tem praticamente a seleção brasileira sim, como todos cansam de comentar, e isso pode ajudar. Todas estão muito bem entrosadas e são experientes em momentos de decisões.

>>Acompanhe o Mundo do Vôlei também no Twitter

O Unilever parece mais inteiro que na temporada passada, com banco para mexer. Gabi entrou muito bem ao longo da temporada na vaga de Logan Tom e vamos ver se não sente a pressão. Sarah Pavan fez belos jogos e pode contribuir, já que chegou há pouco e é, digamos, desconhecida do Sollys/Nestlé, pois disputa essa final pela primeira vez e está na sua primeira temporada no Brasil.

Não deve ser fácil, para nenhum dos lados. Temos a semana inteira para decidir quem carrega a pressão do favoritismo na final.

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 16 de março de 2012 Superliga | 21:22

Com vantagem, Sollys/Nestlé é o 1º semifinalista da Superliga

Compartilhe: Twitter

Sollys/Nestlé x BMG/São Bernardo havia sido o único jogo com passeio na primeira rodada das quartas de final da Superliga feminina. Enquanto todos os outros jogos foram para o tie-break, o time de Osasco venceu as rivais por 3 a 0. Nesta noite elas voltaram para a quadra, perderam um set, mas também venceram com uma certa facilidade. Com 2 a o na série melhor de três, o Sollys/Nestlé é o primeiro semifinalista da Superliga 2011/2012.

Nos dois primeiros sets da partida, a equipe de Luizomar de Moura venceu sem problemas, se impondo em quadra, como fez na primeira partida. Depois, aquela famosa síndrome do terceiro set apareceu. Foram nove pontos de graça com toques na rede, erros no fundo, no ataque… O passe não se achou nem com Camila Brait, que é uma ótima líbero, ou com Jaqueline, a ponteira passadora. Com isso, o São Bernardo se aproveitou e jogou para a sua oposta Lia, que colocou uma bola no chão depois da outra.

No quarto set, o jogo voltou para os eixos. O Sollys/Nestlé recuperou a concentração, acertou o tempo no bloqueio e não deu chances, liquidando o jogo com 25 a 14 no placar. No final do jogo foram 17 pontos de bloqueio, melhor fundamento do Osasco. Além disso, o passe voltou a funcionar e Fabíola teve mais tranquilidade para armar. Para completar, defesas e contra-ataques bem aproveitados. Tandara colocou 18 bolas no chão no ataque e Hooker, 14.

Moral da história? Primeiro é que, se bobear, quem está do outro lado pode crescer. Depois, que concentração é tudo e vence jogo. E a vantagem disso tudo foi já ter liquidado a série, sem desgastes e com direito a assistir de camarote a série entre Sesi e Usiminas/Minas, que define o outro semifinalista. Pelo menos por aqui, o favoritismo foi confirmado… Vamos ver o que acontece com Unilever x Mackenzie/Cia do Terno (será que as mineiras surpreendem de novo e fecham a série?) e Vôlei Futuro x Banana Boat/Praia Clube (teremos mais um 3 a  2?) no sábado. No domingo será a vez de Sesi x Usiminas/Minas.

P.s.: e para fechar o dia, mais uma derrota para o São Bernardo. O time masculino perdeu para o Cruzeiro na abertura das quartas de final, em mais uma série que parece que será vencida pelo favorito sem dificuldades. Sada/Cruzeiro, melhor da fase classificatória já está mais perto da semifinal…

Autor: Tags: , , , , , ,