Publicidade

Posts com a Tag Cimed

segunda-feira, 18 de abril de 2011 Seleção masculina | 14:59

De malas prontas e de volta à seleção brasileira

Compartilhe: Twitter

A última vez que conversei com o central Gustavo, ele estava começando a ver as mudanças de cidade e esperava a convocação de fato para a seleção brasileira, já que tinha seu nome inscrito na pré-lista para a Liga Mundial. “O Bernardo deixa sempre para a última hora, já estamos acostumados”, disse. Mas a ansiedade acabou no final de semana….  Gustavo apareceu na primeira lista oficial de Bernardinho para o torneio e se apresenta nesta segunda-feira (leia mais) no centro de treinamento em Saquarema. Adeus férias e adeus aposentadoria.

O central deixou a seleção após a prata em Pequim, mas fez uma bela Superliga e mereceu ser chamado de novo. Acho que, mesmo aos 35 anos, fez bem em ter aceitado. Ele pode formar o time ao lado de Lucão e, com isso, o Brasil teria um jogador experiente e bom bloqueador (na minha opinião mais consistente do que Sidão, por exemplo) e outro mais novo, mas forte no ataque e no saque. E se pensarmos em Londres, ainda podemos contar com Gustavo. A situação fica inviável para as Olimpíadas de 2016…

Fora da seleção, ele se prepara para mais uma mudança de cidade e, dessa vez, sem a família. Com o patrocínio da Sky ao time da Cimed/Florianópolis, o central troca a capital paulista por Santa Catarina. “Eu vou sozinho. Os meus filhos estão acostumados aqui (em São Paulo) e a escola deles é atravessando a rua. Sem brincadeira, é só dar uns 20 passos. E os amigos da escola também moram aqui no prédio”, contou o jogador. Família agora, só nas férias. “Quando eu estou sem jogar, que é agora abril e maio, eles estão na escola e nem dá para aproveitar muito. Mas eles vão me ver nas férias deles, no meio e no final do ano. Eles sofrem um pouco, mas jogador é meio nômade mesmo”.

Dessa vez, as férias de Gustavo foram menores por causa da seleção…

Stacy e semifinal da Superliga feminina
A segunda-feira foi um dia de boas notícias. A líbero Stacy Sykora, única que ficou ferida gravemente no acidente com o ônibus do Vôlei Futuro, já caminha pelo hsopital e se alimenta sozinha (leia mais). E as outras jogadoras, que voltaram aos treinos na semana passada, já sabem a data da primeira partida da semifinal. Será quarta-feira, às 17h (e não às 19h, como foi divulgado no primeiro informativo do clube paulista), em Osasco (leia mais). Que elas estejam bem para o jogo e que a a gente assista a uma bela partida!

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 4 de abril de 2011 Diversos, Superliga | 12:48

Superliga nem acabou e o mercado já está quente

Compartilhe: Twitter

Nesta temporada, o mercado do vôlei começou a ficar agitado mais cedo. Normalmente, as especulações e contratações acontecem depois da Superliga. Entretanto, esse ano ainda estamos nas semifinais e já tem time novo no Rio de Janeiro e diversos boatos por aí…

Vamos ao que está confirmado. No sábado, Eike Batista disse, em sua página no Twitter, que financiará uma equipe de alto nível na capital fluminense, a RJX. O técnico Bernardinho foi um conselheiro do projeto, mas já afirmou que não terá nenhuma ligação com o time, nem como treinador ou coordenador (leia mais detalhes).

Sem dúvida essa é uma bela notícia para os cariocas, que eram carentes de uma equipe forte no masculino. Ainda mais se eles conseguirem os nomes que estão sonhando como Dante e Rodrigão. A vantagem que é que os dois, como estavam atuando fora do Brasil, não contam pontos no ranking (um time só pode ter dois jogadores com pontuação máxima, sete, no elenco. Os selecionáveis têm essa pontuação). De acordo com o empresário de Rodrigão, entretanto, ele ainda não recebeu nenhuma proposta.

Já segundo o site Melhor do Vôlei, que normalmente acerta nesses assuntos de mercado, a Sky estaria deixando o Pinheiros, em São Paulo, para patrocinar a equipe de Florianópolis, ao lado da Cimed. Eles levariam Gustavo e Giba e tentariam manter Bruninho, por exemplo. O levantador segue afirmando que sua primeira opção é a renovação com a equipe catarinense.

Falei nesta manhã com Gustavo, central campeão olímpico e mundial, e ele me disse que, a pedido da patrocinadora, não poderia comentar nada sobre o assunto. Mas falou que, independente de seu próximo time, tentará ver com a CBV após a Superliga se ainda manterá pontuação sete na próxima temporada. Ele argumentou que já terá 36 anos no ano que vem e que conversará com os responsáveis para ficar na casa dos seis pontos por causa da idade.

Ainda assim, se os boatos desse “novo” time de Florianópolis se confirmarem, acho seria difícil fechar a conta. Segundo a CBV, Bruninho não será considerado repatriado após esse período de 45 dias na Itália porque ele disputou a última Superliga. Ou seja, o time poderia ter Bruno e Giba com sete pontos e Gustavo, se conseguir convencer a confederação, com seis… Vamos aguardar os próximos capítulos dessa história!

Enquanto isso, a Superliga segue quente com as semifinais, tanto no masculino quanto no feminino…

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 30 de março de 2011 Campeonato Italiano | 11:17

Hora de arrumar as malas, Bruninho

Compartilhe: Twitter

Bruninho, eliminado com a Cimed nas quartas de final da Superliga masculina, vai jogar na Itália. Ele acertou contrato de 45 dias para defender o Modena nos playoffs do Campeonato Italiano, a partir de 7 de abril (leia mais). Para um cara novo, que nunca atuou fora do Brasil e vive boa fase, é uma ótima maneira de fechar a temporada.

O lado ruim será o cansaço. Tentei falar com ele nesta quarta, mas ele está na correria para tirar o visto de trabalho e ainda embarcar nesta tarde para a Itália e se apresentar na quinta-feira ao time. Logo depois, já começa a treinar. E nesse começo deve sofrer um pouco para conhecer os novos companheiros e se entrosar. O levantador chega para a vaga do finlandês Mikko Esko, que está machucado, e será o único brasileiro do elenco.

Entretanto, se ele se acostumar rápido ao time, esses 45 dias podem ser bem aproveitados. O Campeonato Italiano ainda é um dos mais fortes do mundo, com jogadores das principais seleções. Bruninho vai encarar, por exemplo, times como o Trentino, do búlgaro Kaziyski, do cubano Juantonera e o italiano Sala. E ele é um levantador que sabe ser rápido e ousado, mas lhe falta essa vivência internacional. Bom, faltava.

Resta saber o que o jogador fará na próxima temporada. Bruninho disse no Twitter que quer voltar e renovar com a Cimed. Pelo que vimos na reta final da Superliga, o time catarinense depende muito de seu capitão. Mas será que um mês e meio é tempo suficiente para encantar os italianos?

E vocês, o que esperam da passagem de Bruninho pela Itália? Ele vai se dar bem por lá?

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 25 de março de 2011 Superliga | 20:29

Vôlei Futuro cresce, e muito, e vai para a semifinal

Compartilhe: Twitter

O Vôlei Futuro era a promessa para essa Superliga. O time teve tropeços, lesões e chegou aos playoffs na sétima colocação. Mas eles cresceram, e como cresceram nessas quartas de final. Por isso dominaram a Cimed e venceram por 3 sets a 0 em um jogo que as coisas só davam certa de um lado.

O time de Florianópolis estava tenso em quadra e já começou com falhas, com um saque pouco eficiente. Bob até que virou bem, mas o sistema defensivo não colaborou.Do outro lado, tudo certo. Aquela famosa combinação de saque e bloqueio apareceu muito bem. O saque de Lucão e Michael fez estragos. E os centrais também marcaram na rede. Foram 13 pontos de bloqueio contra apenas um da Cimed! Desse jeito, ficou fácil para o Vôlei Futuro abrir no placar e fechar a série (leia mais detalhes sobre a partida).

E sabe o que chama a atenção? O time de Araçatuba não venceu apenas porque tem os “galácticos” Ricardinho, Leandro Vissotto ou Lucão. Eles fizeram, sim, a sua parte. Mas Michael dominou no saque nos dois jogos da série. Camejo, que errou no primeiro jogo, estava inspirado nesta noite. Mas o destaque foi Dentinho. Ele seria o ponteiro passador, mas foi uma arma no ataque e no bloqueio e o maior pontuador do jogo. O time de estrelas virou um conjunto de verdade.

Já a Cimed fica pela vez na sua história fora da final. E o time viveu um momento inverso ao do Vôlei Futuro. Enquanto o time de Araçatuba vinha crescendo desde o returno, eles se perderam com a lesão de Bruninho e chegaram a essas quartas sem o embalo conhecido. Gosto amargo da eliminação de um lado e festa com a inédita vaga na semifinal do outro.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 23 de março de 2011 Superliga | 00:17

Só dá 3 sets a 1 nas quartas da Superliga masculina

Compartilhe: Twitter

Mais uma noite da primeira rodada das quartas de final da Superliga masculina e advinhem quais os placares? Assim como na segunda-feira, os dois jogos acabaram em 3 sets a 1. No primeiro, melhor para quem teve o conjunto equilibrado. Depois, venceu o melhor saque.

Sada/Cruzeiro x Pinheiros/Sky
No primeiro jogo da noite, o Sada/Cruzeiro confirmou o favoritismo na temporada sobre o Pinheiros/Sky em um jogo de seis contra dois ou três.

Como já comentamos por aqui, o Sada/Cruzeiro é um time “redondinho” e todo mundo fez a sua parte nesta terça-feira. Começou com o levantador William, que segundo o técnico Marcelo Mendes “faz coisas ‘não-normais’ para os outros levantadores”. Ele soube usar o que tinha de melhor. Nos primeiros sets, abusou do ponteiro Filipe. Depois, no quarto, viu o crescimento do oposto Wallace e o usou mais.

E como Wallace cresceu! Ele bateu até bola quase no meio da quadra, tamanha a sua impulsão. Quando inspirado, é muito difícil de ser parado.

Do outro lado, erro atrás de erro. Foram 34 pontos dados de graça pelo Pinheiros/Sky e apenas 14 falhas dos mineiros. “Quando eles ficavam na frente, nós perdíamos o senso de marcação e passávamos a jogar no desespero, que definitivamente não é a nossa praia”, disse Mauro Grasso. Pois é, e desespero diante de um time bem estruturado e ainda empolgado com uma torcida barulhenta, não dá certo.

Para piorar, só Giba e Gustavo tiveram boas atuações de verdade. O oposto Léo só apareceu no último set. Já era tarde e venceu quem contou com todo mundo jogando.

Cimed x Vôlei Futuro
No outro jogo da noite foi um show de saques forçados. E na briga, quem levou a melhor foi o Vôlei Futuro. Mesmo errando mais, quando acertava a mão, os jogadores de Araçatuba davam trabalho aos rivais da Cimed, principalmente com Michael. A recepção quebrada atrapalhou Bruninho e, para completar, o oposto Bob não estava em seu melhor dia.

E em um jogo de dois times que não têm o bloqueio como ponto principal, levou a melhor quem virou mais no ataque. Com a ajuda do saque que encaixou, o Vôlei Futuro cresceu na rede, com belos ataques de Camejo e bolas recuperadas por Vissotto, e saiu na frente nos playoffs com mais uma vitória por 3 sets a 1.

O jogo só ficou cansativo pelas milhares de vezes que a quadra teve que ser seca. Até Bob tentou ajudar os meninos “secadores”, mas isso parou demais a partida, que ficou um pouco arrastada.

Agora, temos uma noite de folga e voltamos na quinta-feira. Sesi e Vivo/Minas estão a uma vitória das semifinais. Depois, na sexta, Vôlei Futuro e Sada/Cruzeiro podem fechar a série. Promessa de mais uma leva de bons jogos.

Terceiro set
A nova edição do programa Terceiro Set está no ar. Dessa vez, fiz uma análise de todos os jogos da primeira rodada das quartas de final. Para ouvir, clique aqui.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 22 de março de 2011 Superliga | 13:03

Segunda etapa da rodada as quartas da Superliga masculina

Compartilhe: Twitter

As quartas de final da Superliga masculina 2010/2011 seguem na noite de terça-feira com Sada/Cruzeiro x Pinheiros/Sky, às 19h, e Cimed x Vôlei Futuro, às 21h30. A pedido do Terceiro Set, espaço de vôlei do site do Milton Neves e parceiro do blog, dei alguma palpites sobre os jogadores que estarão na disputa. Para quem quiser, seguem os links: raio-x de Sada x Pinheirosraio-x Cimed x Vôlei Futuro.

Podemos esperar mais uma noite de boas disputas, mas aposto em vitórias de quem acabou na frente na fase de classificação. Sada/Cruzeiro e Pinheiros/Sky são dois times equilibrados, mas os mineiros estão bastante coesos nesta Superliga e se deram bem a chegada do levantador William, do central Acácio…

Já Cimed e Vôlei Futuro fazem o duelo das estrelas. E mesmo perdendo para o rival jogadores importantes como Lucão e Mario Jr, acho que a Cimed é mais conjunto do que a equipe de Araçatuba e leva a vantagem. O time voltou a se comportar bem com o retorno de Bruninho, levantador, capitão e um verdadeiro líder em quadra. Mas não será nada fácil, principalmente se Leandro Vissotto, Ricardinho e Camejo estiverem inspirados!

Os dois jogos terão transmissão da Sportv. Mais tarde a gente vê o que acontece! Por enquanto, alguém arrisca seus palpites?

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 21 de março de 2011 Superliga | 10:34

Começa a briga nos playoffs da Superliga masculina

Compartilhe: Twitter

As quartas de final da Superliga masculina 2010/2011 começam nesta segunda-feira. Será que dá para fazer alguma aposta? Eu não me arrisco muito e faço coro com os jogadores. Acho que os jogos serão bem equilibrados e todos que estão ali têm chances de chegarem à decisão. Para quem quiser, fiz uma matéria com os destaques dos times para iG (leia aqui a reportagem). Por aqui, um pouco de opinião.

Sesi x Medley/Campinas
Este é um dos únicos duelos que pode ter um favorito. O Sesi não fechou a fase de classificação na liderança à toa. A equipe paulistana chegou equilibrada para esta Superliga, com gente boa em todas as posições, como o levantador Sandro, o oposto Wallace (maior pontuador do torneio) e o ponteiro Murilo. E ainda soube lidar com as lesões. Quando Thiago Alves se recuperava de uma astroscopia no joelho, por exemplo, Japa entrou e manteve o padrão. O Medley/Campinas é forte no ataque, mas acho que eles ficam pelo caminho.
Jogos:
dia 21/03 – 19h45 – ginásio Vila Leopoldina – São Paulo
dia 24/03 – 19h – ginásio Taquaral – Campinas
dia 26/03 – 21h30 – ginásio Vila Leopoldina – São Paulo (se necessário)

Cimed x Vôlei Futuro
Em uma conversa com o Murilo durante o returno, ele me disse que seria um dilema “prever” qual a melhor posição para fechar a fase classificatória, já que alguém iria cruzar com o Vôlei Futuro. Sobrou para a Cimed. E o time atual campeão perdeu nomes importantes justamente para os rivais, como Lucão e Mário Jr, mas com Bruninho, Éder e Bob manteve o domínio. As chegadas e Jardel e João Paulo também fizeram bem à equipe. Pelo conjunto e pelo que mostraram ao longo do torneio, acho que são os favoritos. Entretanto, o Vôlei Futuro merece atenção, principalmente se conseguir equilibrar seus ataques e não sobrecarregar o oposto Leandro Vissotto.
Jogos:
dia 22/03 – 21h30 – ginásio Capoeirão – Florianópolis
dia 25/03 – 18h30 – ginásio Plácido Rocha – Araçatuba
dia 27/03 – 21h30 – ginásio Capoeirão – Florianópolis (se necessário)

Sada/Cruzeiro x Pinheiros/Sky
Aqui o duelo pode ficar ainda mais equilibrado. O Sada/Cruzeiro venceu o Pinheiros duas vezes nesta Superliga, mas o time paulistano parece ter se achado em quadra depois da turbulência do final do ano, com as saídas de Rodrigão e Marcelinho.
Jogos:
dia 22/03 – 19h – ginásio do Riacho – Contagem
dia 25/03 – 21h – ginásio Henrique Villaboin – São Paulo
dia 27/03 – 21h30 – ginásio do Riacho – Contagem (se necessário)

BMG/Montes Claros x Vivo/Minas
Para fechar, o clássico das quartas de final (bela campanha dos mineiros na Superliga, por sinal). Eu fico com o Montes Claros, depois de um certo sufoco. A equipe se desmontou depois do vice-campeonato na última temporada, mas o levantador Rodriguinho, um dos remanescentes, soube de adaptar aos novos atacantes. E Bruno Zanuto é o novo cara da vibração no ataque. Só resta ainda se acertar com o oposto. Leandrão vem sendo o titular, mas ele é melhor no saque do que no ataque.

Já o Minas foi mesmo quem cresceu na hora certa. Marlon tem boas opções no ataque com André Nascimento, Ezinho e Diogo. E a equipe ainda conta com o bloqueio de Russel e de Henrique. Mas o que pode ser um diferencial neste caso é o fator casa. A torcida do Montes Claros é apaixonada e lota o ginásio e vai colocar muita pressão nessa série.
Jogos:
dia 21/03 – 21h45 – ginásio Tancredo Neves – Montes Claros
dia 24/03 – 21h30 – Arena Vivo – Belo Horizonte
dia 26/03 – 21h30 – ginásio Tancredo Neves – Montes Claros (se necessário)

As quartas de final serão decididas em melhores de três partidas. E agora? Quem vai para a semi?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 17 de março de 2011 Superliga | 23:43

Definidos os duelos dos playoffs da Superliga masculina

Compartilhe: Twitter

Já sabíamos quem eram os oito classificados para as quartas de final da Superliga masculina 2010/2011.  E noite desta quinta-feira quem brigava para manter a posição fez a sua parte e agora, temos os confrontos definidos.

Bruninho voltou ao time da Cimed e foi eleito o melhor em quadra

Bruninho voltou ao time da Cimed e foi eleito o melhor em quadra

O principal jogo da noite era Cimed x BMG/Montes Claros. O lado bom do confronto foi a volta de Bruninho, recuperado de lesão no tornozelo esquerdo. Ele jogou o tempo todo, ajudou a devolver o ânimo ao time de Florianópolis e foi eleito o melhor em quadra.

O lado ruim é que cada equipe tinha um objetivo na partida e isso desequilibrou um pouco. A Cimed tinha que vencer para garantir o segundo lugar na tabela. Para isso, foi com o tinha de melhor e buscou o 3 sets a 0. Até Éder jogou, mesmo com uma conjuntivite e bolsas de gelo nos olhos nas paradas. Para o Montes Claros, a partida não valia nada, já que eles já estavam e quarto lugar e já sabiam que iriam enfrentar o Vivo/Minas na próxima fase. Talvez por isso eles tenham errado mais do que o costume e não foram aquele adversário que eu esperava.

Com a vitória da Cimed, o Sada/Cruzeiro ficou mesmo com o terceiro lugar geral, mesmo depois de bater o Fátima nesta quinta-feira. Os mineiros enfrentam o Pinheiros/Sky, que também se impôs e venceu o Londrina/Sercomtel.

Ainda restava definir também o outro lado da tabela. O Vôlei Futuro venceu o São Caetano, como já era esperado, e confirmou o sétimo lugar e confronto com a Cimed na próxima fase. A surpresa ficou para o oitavo colocado. A Medley/Campinas já estava com a vaga garantida e sabia que enfrentaria o Sesi, mas tropeçou e encerrou a fase de classificação com uma derrota por 3 sets a 1 para o BMG/São Bernardo.

Só para lembrar, as quartas de final serão: Sesi x Campinas, Cimed x Vôlei Futuro, Sada/Cruzeiro x Pinheiros/Sky e Montes Claros x Vivo/minas. Os playoffs da Superliga 2010/2011 começam na segunda-feira. Até lá vocês fazem as suas apostas e eu preparo um post, analisando cada uma das partidas. E aí, quem vai para as semifinais?

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 14 de março de 2011 Superliga | 11:31

Esta é a hora de crescer na Superliga – parte 1

Compartilhe: Twitter

As equipes têm, nesta semana, suas últimas chances de buscar uma vaga na fase final da Superliga ou de melhorar a sua classificação na tabela. Por isso, o Mundo do Vôlei começa essa maratona de jogos com um balanço sobre quem está crescendo e quem está “a perigo” nas últimas rodadas do returno. Na primeira parte, a Superliga masculina.

Do 1º ao 5º colocado
A rodada do final de semana pouco mudou a parte de cima da tabela, mas mostrou que os mineiros estão mais do que embalados. E o destaque vai para o Vivo/Minas. Sob o comando dos pontas Ezinho e Diogo e contando com o saque inspirado de André Nascimento, eles venceram a Cimed em casa e já somam oito triunfos consecutivos. O time segue firme na quinta colocação.

Rafinha, do Vivo/Minas, vibra diante da Cimed

Rafinha, do Vivo/Minas, vibra diante da Cimed

E esse era um dos objetivos do Minas nessa etapa. O levantador Marlon me disse, no meio do returno, que o time estava crescendo no momento certo, mas que precisava vencer os rivais diretos e quem estava acima na tabela. Agora, conseguiram a meta.

Já a Cimed soma mais uma derrota sem o levantador Bruninho, ainda em recuperação da torção no tornozelo esquerdo. Ele espera voltar nesta semana, diante do Montes Claros. Mas, mesmo com os tropeços, o time é o líder provisório (tem um jogo a mais que o Sesi) e só depende se seus resultados para acabar o returno em segundo lugar. O problema é que isso pode significar cruzar com o Vôlei Futuro nos playoffs. Calma, a gente já fala sobre o time da Araçatuba…

Os outros mineiros também venceram. O BMG/Montes Claros, na partida que foi recorde de público desta Superliga, bateu o Pinheiros/Sky por 3 sets a2. E quem está bem é o oposto Leandrão. No jogo contra o Sesi, na semana passada, ele foi bem no saque, mas vacilou no ataque. Agora, melhorou na rede e é mais um a crescer no momento certo da competição. O Montes Claros mantém o seu estilo para ser um dos fortes candidatos ao título: forçando no serviço para quebrar o passe rival e colocando os contra-ataques no chão. Para fechar, Sada/Cruzeiro bateu o Soya/Blumenau em um resultado já esperado. O Moc é o quarto colocado, colado no Sada.

Camejo, do Vôlei Futuro, foi maior pontuador contra o Santo André

Camejo, do Vôlei Futuro, foi maior pontuador contra o Santo André

Quem fica entre os oito?
Do outro lado dos possíveis classificados aos playoffs, Vôlei Futuro e Medley/Campinas vivem seus grandes momentos, enquanto o Londrina/Sercomtel começa a se complicar…

A equipe de Araçatuba parecia pressionada no começo do jogo, mas deslanchou e fez 3 a 0 no frágil Santo André. Apesar de sétimo colocado, o time de Ricardinho e companhia vem bem nas últimas rodadas. Depois da lavada para o Sesi, passou por Pinheiros e Londrina e, agora, para se manter bem, encara o BMG/São Bernardo, de quem perdeu em um jogo dramático no primeiro turno. Com mais uma vitória, consolidam a posição de time das estrelas. É bom a Cimed tomar cuidado e contar com Bruno 100% nos playoffs.

Já os times de Campinas e Londrina estão em caminhos opostos. Usando bem o banco, os campineiros venceram os paranaenses e roubaram deles a oitava colocação. E ainda tem um caminho mais simples pela frente para sustentar a posição, enfrentando São Caetano e Santo André nesta semana. Já o Londrina, o bicho-papão dos grandes, parou depois da vitória sobre a Cimed e vem caindo na tabela. E ainda enfrenta Sesi e Pinheiros nos últimos jogos. Ou eles seguem como o estraga-prazeres dos grandes ou darão adeus à Superliga.

E agora? Quem vai aproveitar e crescer nos últimos jogos para chegar forte aos playoffs? Comente! E depois eu volto com a segunda parte, sobre a Superliga femimina. Até!

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 10 de março de 2011 Superliga | 23:38

Rodada mais do que cheia na Superliga

Compartilhe: Twitter

A rodada da quinta-feira na Superliga masculina bem que poderia ser a semifinal do torneio. Em quadra, o primeiro colocado enfrentou o quarto. Depois, o segundo enfrentou o terceiro. No final, melhor para em estava atrás da tabela.

Montes Claros, que já venceu o Vôlei Futuro em casa, conta de novo com a torcida

Montes Claros, que já venceu o Vôlei Futuro em casa, contou de novo com a torcida

1º x 4º
No primeiro jogo, o líder Sesi tropeçou e perdeu para o BMG/Montes Claros fora de casa por 3 sets 1. Alguns aspectos chamaram a atenção. Primeiro, o saque. A proposta dos dois times parecia ser forçar. E eles erraram muito seguindo essa linha. Entretanto, o Sesi melhorou ao usar um serviço balanceado, mas, sem motivo aparente, voltou a forçar e a desperdiçar bolas. Já o Montes Claros, de tanto tentar acabou acertando. O oposto Leandrão fez cinco aces e ponteiro Bruno Zanuto fechou a conta com mais um. Isso sem falar nos saques que quebraram a recepção dos paulistas, principalmente no quarto set. Giovane, técnico do Sesi, bem que tentou parar Leandrão. Ele sempre pedia tempo e o oposto errava o serviço na volta para quadra. Mesmo assim, os donos da casa levaram a vantagem no fundamento.

Depois temos o bloqueio. Só no terceiro set, o Sesi fez 6 pontos na rede enquanto o Montes Claros não marcou nenhum. E só graças a esses bloqueios que o time não perdeu por 3 sets a 0. Isso leva a outro destaque do jogo: os erros. Como o Sesi errou no ataque! Estava complicado alguém bater bem na ponta. O oposto Wallace entrou mesmo no jogo no terceiro set, mas já era tarde. E os bloqueios salvaram um set, mas não toda a partida.

Para fechar, vale ressaltar o caldeirão lotado de Montes Claros, que empurrou a equipe no quarto e decisivo set. Em quadra, os mineiros defenderam mais e acertaram a mão nos contra-ataques, fechando o jogo com superioridade. “O fator casa tem nos ajudado bastante nesta Superliga”, resumiu Leandrão após o jogo.

Sada/Cruzeiro também venceu em casa

Sada/Cruzeiro também venceu em casa

2º x 3º
E não é o fator casa ajudou mais uma vez (veja mais no post anterior)? No segundo grande jogo da noite, o Sada/Cruzeiro levou a melhor sobre a Cimed e fez um tranquilo 3 sets a 0.

Esse jogo teve um ponto em comum com o anterior: os erros. Mais uma vez, as equipes desperdiçaram muitos saques, principalmente no segundo set. Será que falta um pouco de calma para bater na bola? Ou é a vontade de decidir logo? Não sei, mas tem momentos que fica um pouco cansativo ver tantas falhas assim…

Bruninho, que ainda se recupera de uma torção no tornozelo, fez mais uma vez falta à Cimed, que perdeu o seu poder de virada de bola. Ele dá a tranqüilidade ao ataque e é um líder em quadra e a equipe ainda não soube se virar com o reserva Joel.

Com os resultados, a parte de cima da tabela segue igual. Sesi em primeiro, seguido pela Cimed. Logo depois aparecem Sada/Cruzeiro e BMG/Montes Claros.

Outro lado da tabela
Para quem briga até o oitavo lugar, vitória importante do Vôlei Futuro por 3 sets  1 em um jogo acirrado diante do Londrina/Sercomtel. O Medley/Campinas ainda sonha com a classificação depois de passar pelo Santo André por 3 sets a 0.

Com 16 pontos, Natália foi destaque da vitória do Osasco

Com 16 pontos, Natália foi destaque da vitória do Osasco

Rodada também é das mulheres
Acha que já está bom por uma noite? Pois a quinta-feira ainda teve rodada da Superliga feminina com um resultado esperado e outro que surpreendeu.

Fora de casa, o Sollys/Osasco confirmou o favoritismo e fez 3 a 0 para cima do BMG/Mackenzie. Já o Usiminas/Minas perdeu os dois primeiros sets para o Pinheiros/Mackenzie e não se abalou. Voltou para o jogo com direito a 25 a 15 e fechou no tie-break, completando a virada.

Por enquanto, a gente fica por aqui. Ufa! Mas nesta sexta-feira tem mais. O Unilever recebe o Vôlei Futuro no Maracanãzinho. Pois é, reta final é assim mesmo. Os jogos valem a classificação para os playoffs e todos querem a sua vaga ou a melhor posição na tabela!

E para você? Qual o destaque da rodada? Ou qual resultado foi inesperado? Dê a sua opinião!

Autor: Tags: , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última