Publicidade

Posts com a Tag china

quinta-feira, 28 de junho de 2012 Seleção feminina | 12:19

Vitória para embalar?

Compartilhe: Twitter

A seleção feminina passou pela China por 3 sets a 1 e venceu a primeira na fase final do Grand Prix. A equipe ainda teve altos e baixos, mas conseguiu embalar e, dessa vez, se manter embalado e liquidar o jogo. E agora? O Brasil vai manter o ritmo e finalmente ganhar mais regularidade?

Detalhes do jogo: Brasil embala, vence China e se aproxima de líderes no Grand Prix

No jogo desta quinta-feira, José Roberto Guimarães mexeu bem. O time, diferente dos outros jogos, começou impondo o seu ritmo e dominando a China. Mas, já no segundo set, voltou a pecar na recepção. Jaqueline tem bons momentos na rede, mas a sua função é ser ponteira passadora e vem tendo atuações bem abaixo do esperado no fundo. Dessa vez, o técnico a mandou para o banco e colocou Fernanda Garay ao lado de Paula Pequena. Deu certo, ainda mais porque Paula cresceu na rede ao longo do jogo e ajudou na virada de bola.

Fernandinha e Fabiana - Divulgação/FIVB

Fernandinha usou bem e colocou Fabiana no jogo. Foi um dos melhores jogos da central

Além disso, Fernandinha entrou no primeiro set e não saiu mais. Na segunda parcial ela também caiu junto com o time e forçou jogadas erradas, mas soube se recuperar. E usou muito bem o meio, colocando Fabiana no jogo. Thaísa, como foi desde o primeiro jogo que fez neste Grand Prix, correspondeu, virando no ataque, colaborando no bloqueio e no saque. Ela tem sido a jogadora mais regular do Brasil na competição.

A vitória valeu por colocar uma seleção mais equilibrada em quadra. Ainda teve momentos ruins, mas elas se recuperaram e não se perderam mais. Que o ritmo continue assim…

E voltando a falar das jogadoras, vocês comentaram por aqui sobre as opostas. Sheilla, apesar de ainda estar abaixo, é a titular porque tem mais experiência, já encarou pressão e tem talento. Precisa melhorar, mas é dona da posição. Mas e a reserva? Zé Roberto apostou em Mari de volta na posição nesta temporada como um teste. No primeiro final de semana não deu muito certo, mas ultimamente, nos poucos pontos que ela fica em quadra, tem resolvido. Só que isso é o bastante para ganhar uma posição?

Como vocês disseram, Tandara saiu da seleção de novas e estava conquistando o seu espaço. Primeiro, ela foi um amuleto no saque. Depois, também resolveu quando foi acionada no ataque. Além disso, tem sangue novo e vontade de mostrar serviço. Será que ela não estava em melhor fase que a Mari para seguir no time? Acho válido Zé Roberto tentar recuperar a Mari, que é uma jogadora que já fundamental em diversos jogos, inclusive nas Olimpíadas de Pequim, mas esse teste poderia ter começado antes, para que ele tivesse mais tempo de avaliar a jogadora e para o time se acostumasse com a situação também.

Autor: Tags: , , , , ,

domingo, 24 de junho de 2012 Seleção feminina | 10:49

Brasil vence segundo teste e vai para as finais do Grand Prix

Compartilhe: Twitter

A seleção brasileira feminina teve dois bons testes na primeira fase do Grand Prix. Em casa, jogou contra os Estados Unidos, um time bem equilibrado e já pronto para as Olimpíadas, e perdeu. Agora, neste domingo, encarou a China na casa das rivais precisando do triunfo para chegar às finais da competição. A equipe cumpriu o seu papel e marcou 3 sets a 0 no placar. O Brasil ainda teve falhas, mas soube lidar com a pressão e avançar no torneio.

No sábado, Sheilla disse logo depois de passar por Porto Rico que o saque seria importante contra a China. Ela tinha toda a razão. Como a recepção chinesa é fraca! O saque brasileiro nem precisava ser forçado que já quebrava o passe rival. Méritos para a seleção, que soube usar esse recurso muito bem no primeiro set e também no terceiro. Sem passe, o ataque chinês ficou previsível e o bloqueio nacional agradeceu, marcando 15 pontos no jogo.

Veja como foi a vitória do Brasil sobre a China set a set

Entretanto, o Brasil também teve seus erros. Venceu o primeiro set muito bem, com facilidade, mas não entrou embalado na parcial seguinte e aí apareceram as falhas do lado de cá na recepção. Jaqueline falhou, Fabi falhou, Fernanda Garay falhou. Com isso, a China passou a bloquear mais. E também marcou mais aces: 4 a 2. Mas a seleção conseguiu se acertar e fechar o set. O mesmo aconteceu na terceira parcial.

Outro ponto a ser trabalhado são os contra-ataques. O Brasil cresceu na defesa, recuperou lindas bolas, mas errou na finalização diversas vezes. Na última parcial, por exemplo, foi um contra-ataque com três bolas para Sheilla e nenhuma no chão. Depois, três bolas para Jaqueline em outro rali e, mais uma vez, nenhuma definição. As bolas recuperadas tem que ser melhor aproveitadas.

Mas acho que o jogo deste domingo valeu a pena. Zé Roberto já está desenhando o que pretende usar nas Olimpíadas e, repetindo a escalação, todas ganham mais ritmo e entrosamento (as defesas mostram isso). Fernanda Garay pode ter falhado no fundo, mas entrou muito bem na rede, soltando o braço, e também dando um ânimo a mais ao time. Mesmo jogando apenas dois sets, ela foi a maior pontuadora, ao lado de Jaqueline, com 12 acertos. Thaísa fez uma boa primeira fase, voltando a ter um saque que mostrou resultado e resolvendo no ataque e no bloqueio. E hoje o técnico usou as duas liberos. Fabi fazia a recepção e Camila Brait, a defesa. Acho que ajudou, principalmente no final da partida, quando a seleção parecia mais ligadas nas coberturas e determinada e vencer logo.

O duelo valeu também pela classificação e por ver o Brasil cumprir o que precisava, ou seja, entrar, vencer e somar três pontos. Participar de mais jogos dará mais tempo para o time se preparar para Londres e seguir com os testes, como esse das líberos. E será a chance de encontrar, ou reencontrar,  times que serão rivais lá em Londres, como Turquia, Estados Unidos…Acho que agora, é mais importante colocar o time à prova em uma fase final de Grand Prix do que passar o tempo apenas treinando em Saquarema. Vai ser bom para o Brasil passar por mais partidas, sentir mais a pressão do resultado e ganhar mais tempo em quadra até as Olimpíadas.

Autor: Tags: , , , , , , ,