Publicidade

domingo, 5 de abril de 2015 Superliga | 21:44

Rexona e Molico na frente na semifinal… A história vai se repetir?

Compartilhe: Twitter

As semifinais da Superliga feminina começaram neste final de semana e Rexona/Ades e Molico/Nestlé saíram na frente. As cariocas venceram o Camponesa/Minas e o time de Osasco passou pelo Sesi. Será que a velha e conhecida história das finais da Superliga vai se repetir, com Rio x Osasco na decisão? Primeiro, vamos ao que aconteceu no sábado.

Bloqueio do Rexona na vitória sobre o Minas no 1º jogo da semifinal

Bloqueio do Rexona na vitória sobre o Minas no 1º jogo da semifinal da Superliga

Camponesa/Minas 1 x 3 Rexona/Ades

Foi um jogo repleto de erros: 26 para cada lado, segundo as estatísticas da CBV. E isso é muito! No primeiro set, por exemplo, o Minas não fez nenhum ponto de saque e nem de bloqueio, mas deixou o jogo igual porque ganhou 13 pontos de graça das cariocas. E erros à parte, a partida foi bem equilibrada nos três primeiros sets. Já no quarto set, foi o Minas quem vacilou e deu oito pontos, enquanto o Rexona foi abrindo e liquidou com 10 pontos de vantagem (as parciais do jogo foram 25/23, 22/25, 25/22 e 25/15).

O Rexona, apesar de nem sempre ser constante e também errar, é mais experiente e consegue crescer em qualquer momento de decisão, seja com uma chamada a mais de Bernardinho ou com uma inversão que dá certo. Já o Minas tem Jaqueline, mais uma vez quem mais pontuou para o time, mas ainda tem jogadoras mais novas e isso pode ter pesado, como disse a central Walewska depois da derrota. Agora passou o impacto na primeira partida da semifinal, mas ainda aposto na equipe do Rio de Janeiro para chegar à final.

Ivna foi a maior pontuadora da partida, com 25 acertos

Ivna foi a maior pontuadora da partida, com 25 acertos

Sesi 2 x 3 Molico/Nestlé

Mais um tie-break para a conta do Molico nesta Superliga (já fiz um post sobre isso aqui no blog!). O time de Osasco venceu os dois primeiros sets diante do Sesi mostrando bloqueio e saque afiados. Erros da central Fabiana também ajudaram as visitantes na segunda parcial. Mas o cenário mudou a partir do terceiro set. Será que foi aquela mais do que manjada síndrome do terceiro set? O Molico poderia ter crescido e acabado com o jogo, mas passou a errar e viu o Sesi, agora com Fabiana recuperada, empatar e levar o jogo para o tie-break. No set final, mais uma vez o saque e o bloqueio ajudaram. Para completar, na passagem de Dani Lins pelo serviço e com Carcaces no contra-ataque, o Molico emplacou três pontos e fechou em 15 a 10 (as parciais foram 25/11, 26/24, 22/25, 20/25 e 15/10).

Voltando a falar em erros, o Molico pecou neste jogo. Deu 11 pontos de graça no terceiro set, quando era o momento de aproveitar o embalo e fechar a partida. No total, foram 29 pontos de graça para o Sesi. A vitória veio graças ao bloqueio, que funcionou muito bem, marcou 27 pontos e compensou. Gabi e Dani Lins tiveram boas passagens pelo saque, o que ajudou no fundamento. Mas é complicado errar tanto e vencer mais uma vez… Apesar do triunfo, fica o sinal de alerta.

As semifinais continuam nesta semana… A gente se vê!

Autor: Tags: , , , , , , , ,

5 comentários | Comentar

  1. 25 luiz Antonio Alves Felgueiras 19/04/2015 10:43

    Bom dia! Gostaria de saber o dia da final feminina de volei? RJ x Molico. Obrigado.

  2. 24 jose herbert araujo 06/04/2015 22:34

    Oi Aretha, nã conhecia seu blog, mas agora pode escrever muito que eu vou lê seu blog sempre, ok? parabens pelos seus comentários. Eu sou super fã de vôlei, acompanho tudo e leio todos os dias as noticias sobre esse esporte. Que bom que temos mais um veículo para comentar nosso vôlei. Parabens e sucesso.

    • Aretha Martins 11/04/2015 9:25

      Obrigada, José

      Fique a vontade também para comentar por aqui

      Abraços

  3. 23 TricolorWEB633 06/04/2015 1:58

    A vitória do Rexona sobre o Minas no primeiro duelo entre os times na semifinal se deu, sobretudo, pelos muitos erros de arbitragem em favor do time carioca. Isso você não colocou no blog e deveria ser ressaltado! É notável o quanto o Minas melhorou desde que a Jaqueline passou a jogar pelo time. Agora, vendo que havia possibilidade real do Minas quebrar um jejum de 11 anos sem disputar a final da Superliga feminina, deram um jeitinho nos bastidores pra prejudicá-lo. Os erros do 4º set se deram por causa do psicológico abalado das jogadoras. Jaque, Mari PB e Naiane não renderam o esperado por causa disso. Ainda tem mais um ou dois jogos, mas a Superliga vai ficar manchada por esses erros cruciais num momento de decisão.
    P. S.: lamento como a imprensa trata com certo descaso esse episódio. Por isso cada vez mais o vôlei perde espaço na TV aberta. Daqui a alguns anos, vai voltar ao nível que era antes de 1984.

  4. 22 TricolorWEB633 06/04/2015 1:51

    Faltou você falar que grande parte da derrota do Minas para o Rexona foi em função dos muitos erros de arbitragem em favor do time carioca. Isso você não comentou no post. Lamento, mas cada dia mais vemos a imprensa puxando o saco só de Osasco e Rio e deixando os demais times de lado. Por isso a Superliga está essa merda! #prontofalei

  5. 21 Raimundo 06/04/2015 1:13

    Minas sentiu muito a pressão da decisão. Se conseguir superar a pressão tem chance.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.