Publicidade

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 Diversos | 12:31

Mais respeito, por favor

Compartilhe: Twitter

Mais uma vez, o racismo aparece no cenário dos esportes. Recentemente diversos jogadores de futebol foram vítimas de preconceito. Quem não se lembra de Daniel Alves comendo uma banana em campo em resposta a quem o insultou das arquibancadas em um jogo do Barcelona? Ou de toda a repercussão no caso do goleiro Aranha, do Santos, em partida contra o Grêmio? Agora, o racismo voltou ao vôlei e a vítima foi Fabiana, central do Sesi e capitã da seleção brasileira.

A jogadora foi às redes sociais para contar o que aconteceu no jogo contra o Minas pela Superliga na noite de terça-feira. Segundo a atleta, um senhor que estava na arquibancada a chamou de macaca e disse coisas como “macaca quer banana” e “macaca joga banana”. Fabiana ainda afirmou que o torcedor foi retirado do ginásio mineiro e encaminhado à delegacia.

No post, a central também comentou que estava em dúvida sobre compartilhar ou não o fato. No final, optou por um desabafo e fez bem. Casos assim não devem ser escondidos ou passar sem ser percebidos. Já chega de vivermos com racismo ou qualquer forma de preconceito.

“Eu não preciso ser respeitada por ser bicampeã olímpica ou por títulos que conquistei, isso é besteira! Eu exijo respeito por ser Fabiana Marcelino Claudino, cidadã, um ser humano”, escreveu. É simples assim! Respeito ao ser humano, independente de cor, religião, sexo…

Veja o post na íntegra de Fabiana:

fabiana-racismo

 

 

Autor: Tags: , , , ,

2 comentários | Comentar

  1. 22 Osmair Camargo Cândido 02/02/2015 13:13

    Atletas negros têm de fazer constar em contratos o rompimento imediato com a atividade esportiva, ou seja, deixar imediatamente a partida após ato e retornar apenas quando o agressor for interpelado
    judicialmente sob risco de pagar pela paralisação da atividade esportiva.
    Tem de fazer pagar os salários, a publicidades e etc, chorar e ouvir blá blá de gente metida não resolve. Teve americano que vendeu todos os direitos de um time de basquete por expressão racista!

  2. 21 Manuel Nóia 29/01/2015 1:12

    Lamentável o ocorrido.
    Até quando cidadãos brasileiros vão continuar sendo vítimas de preconceito dentro de seu próprio país?
    Até quando haverá distinção de negro, branco, nordestino, paulista, de maneira pejorativa?
    Será que essas pessoas que fazem isso não têm amigos(as) ou parentes negros na família?
    De agora em diante, quando acompanhar vôlei, não verei com os mesmos olhos o time do Minas. O time que mostrava sinais de recuperação, que parecia estar entrosado, depois desse episódio pode ser severamente penalizado. E é até bom que seja para dar exemplo. Se o caso do Grêmio não serviu de alerta, uma exclusão do time de Belo Horizonte da Superliga não me surpreenderia. E olha que tem uma jogadora no time (a Jaqueline) por quem torço muito, mas numa ocasião como essa, o torcedor tem que ficar de lado e o cidadão tem que entrar em cena.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.