Publicidade

Arquivo de fevereiro, 2013

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 Diversos | 10:48

2012 é o ano de Sheilla, parte 2

Compartilhe: Twitter

No finalzinho do ano passado fiz um post por aqui dizendo que 2012 havia sido o ano de Sheilla. Ela começou o ano com derrota na Unilever na final da Superliga, mas depois se transferiu para o rival Sollys/Nestlé e venceu o que disputou no novo clube, de Campeonato Mundial ao Paulista. Na seleção, foi da fase final das Olimpíadas, pedindo bola, decidindo e salvando diversos match points naquele jogo contra a Rússia. Ainda deixou a timidez de lado e posou para capa e recheio da VIP. Para completar, faturou o prêmio Brasil Olímpico. Tudo isso falamos naquele post…

Nesta quinta-feira a jogadora levou mais um título pela temporada 2012. Sheilla desbancou a norte-americana Destinee Hooker e venceu a disputa de melhor oposta em votação no site Volleyball.it. Depois de todos os feitos listados, acho que não precisa explicar muita coisa…

Leia mais: Bruninho é eleito o melhor levantador do mundo em 2012 por site italiano

Quem também venceu foi Bernardinho. Ele superou José Roberto Guimarães na final. E para quem quiser, fiz uma materinha para o iG com todos os resultados.

>> Sheilla e Bernardinho levam prêmios de melhores de 2012. Veja todos os vencedores

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013 Superliga | 22:24

Vôlei Amil passa pelo paredão do Pinheiros e vence nas quartas

Compartilhe: Twitter

Em meados do segundo set, os números da partida indicavam 12 a 2 em pontos de bloqueio para o Pinheiros no confronto contra o Vôlei Amil nesta noite, o último da primeira rodada das quartas de final. E esse foi o fundamento que mais me chamou a atenção no duelo desta quarta-feira. O Pinheiros tem um time menos estrelado e menos experiente que o Vôlei Amil, mas mostrou volume, sacou bem, bloqueou melhor ainda e os 3 sets a 1 no placar podem não demostrar o quão equilibrado foram as parciais.

Doro Jr

Pri Daroit foi destaque na vitória do Vôlei Amil sobre o Pinheiros em casa

Veja como foi a partida set a set

O bloqueio do Pinheiros fechou o jogo com 26 pontos. O Vôlei Amil até melhorou e conseguiu 12 tentos, mas sofreu, e muito, com o paredão rival, comandado por Ellen. Poucas conseguiam colocar a bola no chão. Ramires foi parada, Walewska foi parada na china, Vasileva foi parada. Quem estava recebendo bola e virando era a ponteira Pri Daroit, que não a toa foi a maior pontuadora, com 23 acertos e eleita a melhor em quadra.

O Vôlei Amil venceu porque soube crescer nos finais dos sets, quando o jogo ficava mais equilibrado. O exemplo foi a quarta parcial. Depois de ter vantagem de três pontos, deixou o Pinheiros com seu saque e bloqueio empatar em 24 a 24. Aí apareceu a búlgara Vasileva. Ela recebeu uma bola alta na entrada de rede e encaixou no espaço entre os braços do bloqueio, colocando no chão. Depois, recebeu e marcou de novo. O time ganhou ânimo e fechou a parcial e a partida, vencendo de virada com parciais de 23/25, 25/23, 25/21 e 28/26.

Seguindo a lógica, pela classificação da primeira fase, o Vôlei amil fez jus por ser o favorito e ter terminado em terceiro na classificação geral e venceu o Pinheiros, que acabou em sexto. Na prática, a equipe da capital paulista mostrou mais uma vez que pode surpreender. Basta levar toda a efetividade do sistema defensivo para o ataque. Essa é mais uma série que promete equilíbrio.

Autor: Tags: , , , , , , ,

Superliga | 11:25

E as quartas de final da Superliga seguem sem surpresas

Compartilhe: Twitter

Depois de Sesi x Banana Boat/Praia Clube em um duelo equilibrado na abertura das quartas de final da Superliga feminina, como comentamos aqui no post anterior, os playoffs seguiram na noite de terça-feira com duas vitórias esperadas para os favoritos.

Divulgação

Gabi, ponteira do Unilever

No Rio de Janeiro,  a Unilever fez 3 a 0 para cima do Rio do Sul (25/19, 25/13 e 25/18) em uma hora e meia de jogo. Gabi, que já tinha caído das graças de Bernardinho e assumiu a posição de titular com a lesão de Logan Tom, foi destaque. Ela levou o troféu de melhor em quadra e foi a maior pontuadora, com 14 acertos, ao lado de Elis, do Rio do Sul. Pois é, parece que Gabi está dando, e bem, conta do recado e ser titular com apenas 18 anos. Na temporada passada ela já tinha ido bem com a camisa do Mackenzie.

Saiba como foi a vitória do Unilever set a set

Em Osasco, o Sollys/Nestlé, atual campeão, também venceu em sets diretos o Usiminas/Minas (25/17, 25/17 e 25/11) em 1h25 de partida. Falando em nomes, o destaque foi Sheilla e seus 19 pontos. Se a gente falar em fundamento, destaque para o bloqueio. Foram 15 pontos na rede contra apenas três das mineiras. E de novo Sheilla dominou, com cinco pontos no fundamento. Não foi a toa que levou o Viva Vôlei.

Leia mais sobre Sollys/Nestlé 3 x 0 Usiminas/Minas

E nesta noite, a última partida da primeira rodada das quartas-de-final, entre Vôlei Amil e Pinheiros. Apesar de o time paulista ter melhorado no returno e até ter surpreendido e vencido o Sollys/Nestlé e levado o confronto contra as campinas para o tie-break, por exemplo, a vantagem deve ser do elenco comandado por José Roberto Guimarães. A cubana Ramirez é um reforço e tanto e ela disse estar 90% recuperada das torções nos dois tornozelos e pronta para jogar. Vamos ver se a tendência continua…

Autor: Tags: , , , , , , , ,

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 Superliga | 21:11

Sesi leva a melhor e sai na frente nas quartas da Superliga

Compartilhe: Twitter

Os playoffs da Superliga feminina começaram na noite desta segunda-feira e o O Sesi venceu o Banana Boat/Praia Clube. Agora há pouco, jogando em casa, o time paulista fez 3 sets a 1 nas rivais mineiras (25/23, 25/15, 15/25 e 25/21). E se as paulistas contaram com Tandara e Elisângela em uma boa noite, o Praia tinha Monique e Dayse, mas não soube aproveitar as oportunidades.

A partida foi equilibrada e já era esperado que esse fosse o confronto mais igual nas quartas de final. O Praia começou bem, pressionando demais no bloqueio, mas aos poucos o Sesi se achou e fechou justamente com um ponto de bloqueio. Depois, o melhor set do Sesi e os problemas no Praia. O time mineiro perdeu a virada de bola. Em um set inteiro fez apenas cinco pontos no ataque. Isso é muito pouco! Com isso, o Sesi abriu 2 a 1.

Aí o Praia mostrou que ainda estava no jogo. Monique e Dayse comandaram o saque. A primeira acertou logo de cara e viu a equipe abrir 6 a 1. Depois, a companheira fez estragos na recepção do Sesi. Tandara e Sassá não se acharam e o Praia abriu de novo, com 20 a 12 no placar e fechou a parcial. Depois de um set assim é esperado que se cresça e parta para cima de vez, não? Não. De novo o Praia se perdeu na virada de bola e o Sesi se distanciou com 7 a 2 no placar. As visitantes ainda voltaram a pressionar quando Dayse e Michele se acharam na rede, mas o jogo era do Sesi. Tandara marcou no finalzinho, o time abriu 24 a 19 e fechou em outro ataque de Tandara.

Pois é, Herrera, que teve uma séria lesão no joelho e está fora da temporada, faz falta. Se o Praia tivesse mantido a virada de bola, teria complicado e muito, porque bom saque a equipe tem. Monique conseguiu fazer o papel de jogadora de segurança em alguns momentos, mas faltou sequência. Já no Sesi, Tandara foi a maior pontuadora, mas dividiu a responsabilidade com Elisângela em alguns lances. Bia também foi bem como central. Ou seja, o time conseguiu se virar melhor e o placar mostra isso.

Agora é esperar pela sexta-feira, pela segunda partida da série lá em Uberlândia. Acho que tudo ainda segue aberto. Com um pouco mais de paciência e carinho com a bola, o Praia acerta a virada. E se seguir com o saque potente como fez no terceiro set, tem grandes chances. Já o Sesi só evoluiu desde o returno e já saiu na frente. A disputa é boa.

Autor: Tags: , , , , , , ,

Superliga | 12:47

Playoffs de um lado e briga pela liderança do outro

Compartilhe: Twitter

Chegamos à reta final da Superliga 2012/2013. Na noite desta segunda-feira começam as quartas de final do torneio feminino com Sesi x Banana Boat/Praia Clube. E o masculino está nas últimas rodadas com briga acirrada pela liderança. Vamos a um resumão do que aconteceu?

Divulgação

Jaqueline vibra na vitória cheia de confusão do Sollys sobre Unilever

E mais uma vez Sollys/Nestlé e Unilever estavam uma decisão na Superliga. A partida da noite de sexta-feira valia a liderança do returno e a chance de encarar o oitavo colocado nos playoffs. Jogando em casa, o time de Osasco venceu por 3 sets a 2, mas quem ficou mesmo com a primeira colocação foi a Unilever.

Leia mais: Unilever perde em jogo com confusão, mas fica com a liderança

Se tivesse acabado por aí, tudo bem, seria mais um clássico do vôlei nacional. Mas o jogo acabou em confusão, com bate-boca no caminho para o vestiário. O Sollys reclamava da arbitragem e a Unilever, sob a voz de Bernardinho, não gostou. Aí a discussão estava armada. É normal reclamar e estar com os nervos à flor da pele em um jogo de tanta rivalidade, ainda mais valendo alguma coisa de fato na tabela. Mas eu sempre fico triste quando vejo uma discussão, briga ou algo do gênero tomando conta do esporte.

No masculino, o destaque do final de semana foi Sada/Cruzeiro x RJX. Jogando em casa, o time mineiro venceu por 3 sets a 2, mas ainda assim segue em segundo na classificação. A vantagem dos cariocas na ponta é de apenas um ponto e, na teoria, a tabela está igual para os dois nas duas últimas rodadas do returno. O Sada encara Medley/Campinas, que pode surpreender, e é favorito diante do Vôlei Futuro. Já o RJX tem o Canoas pela frente, que também deve dar trabalho, e fecha a fase contra o Super Imperatriz, teoricamente mais fácil. A diferença é que o RJX joga as duas em casa.

Agora é acompanhar (ou tentar) essa reta final da Superliga. Às 18h30 tem o duelo Sesi x Banana Boat e na quinta-feira acontece a penúltima rodada no masculino. Até mais!

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 O nome da Superliga, Seleção masculina, Superliga | 11:01

O nome da Superliga: Bruninho

Compartilhe: Twitter
Divulgação

Bruninho - levantador do RJX

Nada mais justo do que colocar Bruninho no destaque da vez do ‘O nome da Superliga’… Na terça-feira ele venceu Rapha, do Trentino, na eleição de melhor levantador do mundo de 2012 (para quem quiser, segue e matéria que publiquei no iG) feita pelo portal Volleyball.it. Na Superliga, ele comanda o RJX, líder isolado na classificação, e aparece nas estatísticas como terceiro na posição, atrás de William e Marcelinho.

Bruninho já foi muito questionado, principalmente quando foi convocado para a seleção brasileira. Perdi a conta de quantas vezes ouvi os comentários de que ele estava lá só por causa de Bernardinho, seu pai. Mas, nesse caso, não vejo favorecimento.

Ele é um levantador ainda jovem e que está amadurecendo (sabemos muito bem que levantador precisa de experiência e rodagem) e, ao mesmo tempo, sabe fazer lindas bolas rápidas, por exemplo. Às vezes ele pode até exagerar, mas tem um índice de acerto muito alto nas chutadas de meio com Lucão. Mesmo com passe quebrado, afastado da rede, Bruninho tem confiança para fazer a jogada e ela costuma dar certo.

E é essa confiança que está sendo vista na Superliga 2012/2013. Bruninho se transferiu para o RJX nesta temporada e lá voltou a atuar com antigos companheiros,  como Lucão e Thiago Alves. Ter atacantes conhecidos ajuda e muito um levantador e isso está claro em quadra. Além disso, conhece outros do time da seleção. Resumindo, Bruninho está à vontade em quadra.

Na seleção, ele deve seguir na posição no novo ciclo olímpico e ainda tem chances de ser mais um líder em campo. Resta saber quem estará ao seu lado, como já comentamos diversas vezes por aqui…

p.s.: galera, tenho que pedir desculpas! Estou fazendo um curso à noite, e as aulas somadas à correria da redação estão deixando a minha rotina cada vez mais apertada! Nem sempre tenho conseguido escrever sobre as rodadas, mas sigo acompanhando, mesmo que um pouco mais distante. E o espaço, é claro, está sempre aberto para vocês!

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013 Diversos | 14:08

Mari deve pensar em querer esquecer essa temporada…

Compartilhe: Twitter

A temporada, e nem o ano de 2012, não foram bons para Mari. Ela sofreu com dores no começo do ano passado, acabou cortada das Olimpíadas de Londres e, agora, encerra a temporada precocemente, depois de romper ligamentos do joelho esquerdo durante um jogo pelo Fenerbahce no Campeonato Turco.

Leia mais sobre a lesão de Mari no iG

Mari terá que ficar afastada de seis a sete meses para se recuperar. Quem sabe ela não volta como aquela Mari que vimos em Pequim, por exemplo? Ela não fez uma temporada no ano passado, teve dores na lombar, no ombro, perdeu posto na seleção e ainda era reserva na Turquia. Ela tem mais a mostrar do que isso.

E falando em lesão, a dominicana Lisvel Eve viveu momentos de agonia em quadra. Ela teve uma fratura exposta na tíbia durante jogo do Campeonato Peruano, também no domingo. Eu não gosto dessas coisas e não tive coragem de assistir ao vídeo. Daniel Bortoleto, dono de um blog que eu gosto bastante no Lance!, fez um post com as imagens. Quem quiser, segue o link: http://blogs.lancenet.com.br/volei/2013/02/18/os-gritos-de-dor-da-dominicana-eve-apos-sofrer-fratura-exposta-video-com-cenas-fortes/

Boa recuperção! Para as duas!

Autor: Tags: , ,

Superliga | 08:00

Resta saber a ordem dos classificados na Superliga feminina

Compartilhe: Twitter

Depois da pausa para o carnaval, a Superliga voltou na sexta-feira e agitou o final de semana. No masculino, só um jogo para completar ainda a rodada de antes da folga, com vitória do Canoas por 3 a 0 diante do Super Imperatriz. Já no feminino, os oito times com vagas nos playoffs já estão definidos. Agora, falta saber a ordem final dos classificados.

>>Siga o blog Mundo do Vôlei no Twitter

E entra ano e sai ano e a decisão gira em torno de Rio de Janeiro e Osasco. A Unilever poderia ter assegurado o primeiro lugar na classificação geral com vitória por 3 a 0 ou 3 a 1 sobre o Sesi no sábado. A vitória veio, mas por 3 sets a 2 e, agora, advinha contra quem o time de Bernardinho vai disputar a liderança? Sim, isso mesmo, com o Sollys/Nestlé, a equipe de Osasco.

Saiba como foi os 3 a 2 do Unilever contra o Sesi set a set

A vantagem ainda está do lado carioca, que soma 44 pontos na classificação geral, com 13 vitórias seguidas. O Sollys, que tem 39 pontos, entra em campo durante a semana  e pega o Usiminas/Minas fora de casa. Depois, na sexta, encara o Unilever. Para assumir a liderança, a equipe paulista precisa faturar as duas partidas. Mas de qualquer maneira, o duelo Sollys x Unilever dará uma movimentada a mais nessa reta final. Podem ser os adversários de sempre, mas isso não quer dizer que o espetáculo perde a graça…

Outra briga ainda boa vem logo em seguida na tabela. O Vôlei Amil passou pelo Banana Boat/Praia Clube por 3 sets a 1 e está na terceira colocação com 36 pontos. Já Sesi e as mineiras do Praia estão com 32 pontos e disputam quem ficará com o quarto lugar e com o direito de mandar na série das quartas de final.

Leia mais sobre a vitória do Vôlei Amil sobre o Praia Clube

Os demais classificados estão mais afastados. Pinheiros é o sexto colocado, com 21 pontos, seguido por Usiminas/Minas, com 19, e Rio do Sul, com 15. Os últimos jogos da oitava rodada do returno e rodada que fecha essa etapa selam essas colocações e aqui, vale tentar cair contra quem é teoricamente mais simples no cruzamento dos playoffs.

E agora, já dá para fazer alguma aposta para as finais desta temporada da Superliga feminina? Por enquanto, a tabela favorece mais um Unilever x Sollys/Nestlé na decisão. Entretanto, Vôlei Amil, que perdeu com a lesão da Daymi, mas teve Pri Heldes bem no lugar da também lesionada Fernandinha, engatou uma boa série de vitórias e pode atrapalhar. Sesi também melhorou, e muito, no returno. Mesmo com a derrota do final de semana, o time não tem que perder o embalo e, sim, aproveitar a boa fase de Tandara. Quem perdeu mais força foi o Praia Clube sem a cubana Herrera. Será que o time tem chance de título? Vamos acompanhar os últimos jogos e comentar por aqui. Até!

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013 Diversos | 11:58

Carnaval de praia, família e folia no vôlei

Compartilhe: Twitter

De volta ao trabalho depois da folga de carnaval e, após navegar pelos perfis de Twitter e Instagram de alguns jogadores de vôlei, parece que curtir o sol foi o passatempo preferido dos atletas para aproveitar os dias longe das quadras.

A Superliga só volta nesta sexta-feira com Banana Boat/Praia Clube x Vôlei Amil na abertura da oitava rodada do returno do torneio feminino. Enquanto isso, veja o que alguns dos nossos atletas aprontaram no carnaval na galeria abaixo:

Autor: Tags:

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013 Superliga | 09:39

Levantamento com o pé e na medida

Compartilhe: Twitter

Jogos de vôlei reservam algumas pinturas. Pode ser um rali longo com defesas mesmo naquelas bolas atacadas com toda força, pode ser um peixinho executado com perfeição, alguém que foi buscar a bola quase na arquibancada, um ataque cravado antes da linha dos três ou uma jogada recuperada com o pé.

No feminino, a líbero Fabi já mostrou habilidade com os pés em jogos pela Unilever e pela seleção. Entre os homens, o também líbero Serginho já conseguiu salvar algumas jogadas também utilizando a familiaridade com o futebol. Na noite de quinta-feira vimos um levantamento de meio fundo armado com o pé? Vejam o que William, do Sada Cruzeiro fez:

Ele também teve sorte, sem dúvida, para colocar a bola na medida para Leal concluir a jogada. Mas que foi uma pintura, isso foi… E o William já foi personagem da série “O nome da Superliga” aqui no blog. Quem quiser relembrar, clique no link. O Sada/Cruzeiro venceu o Vivo/Minas por 3 sets a 2 e segue na vice-liderança da Superliga masculina 2012/2013. O RJX, que bateu o UFJF, segue na primeira colocação.

*jogo teve transmissão da Sportv

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última