Publicidade

Arquivo de fevereiro, 2010

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 Diversos | 15:44

Aposentadoria do eterno capitão

Compartilhe: Twitter

“É galera,chegou a hora de parar…a gente sabe que atleta é assim mesmo…dá um frio na barriga mas a vida continua…”. Foi com este post no Twitter que Nalbert anunciou a sua aposentadoria do vôlei. Mesmo jogando na praia, ele será o eterno capitão brasileiro, com momentos marcantes na carreira. Ele é único campeão mundial em todas as categorias, tem no currículo um ouro olímpico e uma série de lesões que o tirou das quadras. Foi para areais, tentou algumas parcerias, mas ficou longe das grandes conquistas.

Ele deixa um legado de como se jogar com garra. Com exceção do líbero Serginho, acho que Nalbert foi um dos mais jogadores vibrantes que vi em ação. E um dos mais “raçudos” também. Prova disso foi toda a dedicação para se recuperar e ajudar no grupo medalha de ouro em Atenas. Sem contar que, pelo menos na quadra, era completo, com excelente passe e potência no ataque. No dia da sua despedida, o Mundo do Vôlei traz uma pequena galeria com alguns momentos do nosso capitão (clique nas fotos para lembrar das histórias). Afinal, “as boas lembranças serão eternas”, como disse no Twitter.

Autor: Tags: , , , ,

Seleção masculina | 12:20

Brasil estreia na Liga Mundial com pior jogo do grupo

Compartilhe: Twitter

A seleção brasileira masculina está na chave de Bulgária, Holanda e Coreia do Sul na Liga Mundial de 2010. Para começar, já vai encarar o time mais complicado do grupo. A Federação Internacional (FIVB) confirmou na quarta-feira que o time de Bernardinho estreia no torneio contra a Bulgária.

Kaziyski ataca na vitória sobre o Brasil em 2007

Kaziyski ataca na vitória sobre o Brasil em 2007

Não sei exatamente qual será a formação do time do europeu para a Liga Mundial, mas ainda sim, será uma equipe mais complicado a ser batida que Holanda ou Coreia. Os búlgaros já deram muito trabalho ao Brasil e venceram o último encontro por 3 sets a 2, na Liga Mundial de 2007. Eles são sinônimo de pancada, sacando muito forte e sem medo de soltar o braço no ataque. Matey Kaziyski é o nome da equipe. É um dos melhores atacantes do Campeonato Italiano e vai dar muito trabalho não apenas pela força, mas pela inteligência. O oposto Leandro Vissotto e o levantador Raphael sabem bem disso, já que são companheiros  do búlgaro no Trentino.

Brasil x Bulgária será nos dias 4 e 5 de junho, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia. Nos dias 12 e 13 de junho a seleção encara a Holanda em Brasília e depois, nos dias 19 e 20, a Coreia do Sul no Maracanãzinho e viaja para os jogos de volta na Europa e na Ásia (veja o calendário completo do grupo brasileiro)

Outras boas estreias
Outras chaves da Liga Mundial também terão promessas de bons jogos logo de cara. A Rússia, segunda equipe no ranking mundial (Brasil é o líder) começa a competição recebendo os Estados Unidos, atuais campeões olímpicos no grupo B. Se os norte-americanos usarem o time de Pequim, ou pelo menos a base,  serão grandes adversários.

Já no grupo D, é a vez de um clássico latino entre Cuba e Argentina. Os cubanos estão bem na renovação da equipe e saem na frente, mas enfrentar os argentinos sempre tem um gostinho especial.

E para você? É bom estrear contra a Bulgária? O Brasil consegue mais um título da Liga Mundial? Deixe a sua opinião!

*crédito da foto: Divulgação/FIVB

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 Superliga | 13:45

Cimed ou Cruzeiro? Líder é quem joga por último!

Compartilhe: Twitter

A quinta rodada do returno da Superliga masculina terminou na noite de terça-feira e teve mais uma disputa pela primeira colocação. Sada/Cruzeiro jogou primeiro, na noite de segunda, venceu o Santo André com dificuldade e pulou para a ponta. Depois, veio a Cimed e acabou com a festa. Eles bateram o Lupo/Náutico/Let´s por 3 a 1 e reassumiram a ponta (leia mais sobre a partida).

No momento, a equipe de Florianópolis vem fazendo atuações melhores que o Cruzeiro. Começou o returno com uma derrota merecida justamente para o Sada/Cruzeiro, já que jogou muito mal. Depois, embalou contra o Vivo/Minas e não perdeu mais.

Já os mineiros, como disse Bruno Zanuto, ainda não recuperaram o grande nível apresentado no primeiro turno da Superliga. “Vencemos mais uma vez, mas isso não significa que podemos nos acomodar”, disse o ponta após passar pelo Santo André (leia mais sobre a partida). Será que a derrota no clássico para o Vivo/Minas na rodada anterior ainda abala os jogadores? Mesmo com esses tropeços, continuo apostando na equipe, que tem um bom elenco para continuar dando trabalho, como já disse por aqui algumas vezes.

E tem gente que segue embalado na Superliga. Sesi e Pinheiros/Sky venceram mais uma vez (Volta Redonda e Álvares/Vitória, respectivamente) e seguem colados na tabela. Os dois têm 15 pontos, mas o Pinheiros está na terceira colocação no desempate.  A rodada ainda teve um clássico. Ulbra/São Caetano, mesmo sem Gilson, afastado por problemas de saúde, fez 3 a 2 no Vivo/Minas em casa.

E para você, quem está se dando bem nesta Superliga? Deixe a sua opinião!

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 Diversos, Superliga | 14:39

Briga boa pela liderança e as energias do carnaval

Compartilhe: Twitter

Bem que todo mundo fala que o ano no Brasil começa depois do carnaval. Hoje foi o dia que peguei mais trânsito em 2010 para chegar ao trabalho, por exemplo. Enquanto as coisas voltam ao normal, a briga pela liderança da Superliga masculina segue boa entre Cimed e Sada/Cruzeiro.

Na quarta rodada, que terminou no final de semana, a Cimed venceu o Ulbra/São Caetano por 3 sets a 0 e se firmou na primeira colocação da tabela. Já o Cruzeiro parou no Vivo/Minas em uma grande exibição do time da capital. Mesmo com André Nascimento, André Heller, Maurício, Stanley e Henrique, o Vivo/Minas deu algumas derrapadas nesta Superliga. No clássico mineiro, entretanto, eles tiveram paciência para segurar e crescer nos momentos necessários para levar a partida por 3 sets a 2.

Mesmo com a derrota e a vice-liderança, o Sada/Cruzeiro já é um dos favoritos nesta temporada. É um time que está cada vez mais se encontrando em quadra. Falando nisso, o Pinheiros/Sky parece que, aos poucos, está embalando. A equipe cumpriu a obrigação e venceu o novato Funvic/Uptime/Cuiabá por 3 a 1 e já ocupa a terceira colocação na classificação geral.

Para as mulheres, a rodada pós-carnaval teve duas surpresas: as derrotas de Sollys/Osasco e Pinheiros/Mackenzie. O time de Natália, Thaíssa, Sassá e companhia tropeçou contra o Praia Clube/Banana Boat por 3 a 1. Já o Pinheiros perdeu para o Vôlei Futuro, pelo mesmo placar. Vida fácil mesmo só para a Unilever, que fez 3 a 0 no Macaé.

Folia fez bem aos jogadores

Quem se esbaldou nos dias de carnaval se deu bem na volta ao trabalho na Superliga! Bruninho e Thiago Alves, da Cimed, assistiram aos desfiles de Rio e São Paulo. A Salgueiro, escola de coração do levantador não levou o título, mas ele voltou à liderança da Superliga. Venceu o Santo André por 3 a 0 logo após o carnaval e, agora, passou pelo Ulbra.

Já Rodrigão foi para a avenida com a esposa Daniela, viu a cantora Madonna e, apesar de ser são-paulino fanático, tirou até fotos com Robinho. Na Superliga, vitórias sobre Upis/Brasília e Cuiabá. O mesmo para Fabi e Giovane, que foram para a Sapucaí. Unilever e Sesi se deram bem na última rodada. A carioca passou pelo Macaé e os comandados por Gigio venceram o Cuiabá e Brasília. Veja as fotos dos foliões.

E você? O que achou da rodada da Superliga? Sada/Cruzeiro recupera a liderança?  E o Pinheiros/Sly, vai mesmo embalar? Deixe seu comentário!

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 Seleção masculina | 14:42

Dante quer voltar à seleção… ainda tem espaço?

Compartilhe: Twitter

Dante, medalha de ouro e de prata com a seleção em Olimpíadas e campeão mundial, quer voltar ao time de Bernardinho. Esse é o destaque do site da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) nesta quarta-feira de cinzas. Entretanto, depois de um ano de renovações que deram certo na equipe como foi 2009, o veterano de 29 anos ainda tem o seu espaço?

Dante - divulgação/FIVB

Dante - divulgação/FIVB

O jogador se afastou da seleção para cuidar da saúde de Antônio, seu filho mais novo. Agora, com o pequeno recuperado, ele quer reconquistar sua vaga. “Agora que ele está bem eu vou voltar”, comentou Dante. E ele não se assusta com a concorrência que terá pela frente. “As chances são normais. Tem muitos jogadores talentosos, mas o Brasil ter a chance de se renovar é uma vantagem”, disse.

Na ausência de Dante, Murilo ganhou mais espaço na seleção e foi o ponteiro titular em 2009 ao lado de Giba. Thiago Alves, ajudado pelo bom entrosamento com o levantador Bruninho, fez boas partidas, principalmente na Liga Mundial. João Paulo Bravo e Maurício também passaram pelo time nacional. E no lugar de qual deles entraria Dante?

Acho que Dante ganha na experiência, mas gosto mais, por exemplo, da potência de Thiago Alves em seus dias mais inspirados. E para você? Dante deve ser mais uma vez convocado por Bernardinho? Dê a sua opinião!

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 13 de fevereiro de 2010 Sem categoria | 14:40

A verdadeira Cimed

Compartilhe: Twitter

A Cimed, tricampeã nacional, viveu dois momentos bem distintos nesta semana. Na segunda-feira, teve um apagão e perdeu por 3 sets a 0 para o Sada/Cruzeiro, como comentamos por aqui. Na noite de sexta-feira, voltou a ser o time que todos conhecem e fez 3 a 0 no Vivo/Minas no encerramento da segunda rodada do returno (leia mais sobre a partida). Agora eles vão pular o carnaval tranquilos.

O ataque catarinense voltou a funcionar. Depois de marcar apenas 25 pontos contra o Sada, conseguiu 47 bolas no chão para cima do Vivo/Minas. Thiago Alves,  que não estava bem no começo da semana, voltou a virar bolas e foi o maior pontuador da partida. Além disso, a Cimed foi melhor que o Minas no bloqueio e no saque. Foram oito pontos de bloqueio contra apenas três dos mineiros e quatro aces contra dois.

Para o levantador Bruninho, que chegou a assumir a culpa e dizer que a derrota para o Sada foi uma de suas piores partidas, a Cimed se reencontrou. “Não desmerecendo o Cruzeiro, que jogou muito bem, mas a nossa atuação na segunda-feira foi abaixo da crítica. Ontem (sexta-feira), voltamos ao nosso normal e conseguimos um grande resultado. Essa equipe que ganhou do Minas é a verdadeira Cimed”, disse o capitão. Agora sim, Bruninho, pode curtir o seu carnaval. E o carioca já contou os seus planos na sua página no Twitter: vai acompanhar a Salgueiro.

E você? Acha que a Cimed mostrou a sua verdadeira potência contra o Vivo/Minas? Deixe o seu comentário! Bom carnaval a todos! Eu continuo no plantão aqui na redação…

Autor: Tags:

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010 Superliga | 11:54

Rodada de tie-break na Superliga masculina

Compartilhe: Twitter

Todos os grandes que entraram em quadra na noite de quinta-feira pela segunda rodada do returno da Superliga masculina levaram seus jogos para o tie-break. E o cada uma dessas partidas guardou alguma surpresa para os torcedores….

Sada/Cruzeiro - Divulgação

Sada/Cruzeiro - Divulgação

O líder Sada/Cruzeiro encarou o Soya/Blumenau/Furb/Barão e venceu os dois primeiros sets. Quando tudo parecia resolvido, os mineiros pararam. “Caiu muito a concentração e perdemos o ritmo de jogo”, avaliou o técnico Marcelo Mendez. O Sada perdeu os terceiro e quarto sets e só venceu no tie-break (leia mais sobre a partida). Susto para a torcida em Ibatira.

Já outro mineiro, o Montes Claros/Funadem, sensação do primeiro turno, sofreu mais uma derrota na nova fase da Superliga masculina. E justamente para o Pinheiros/Sky, que ainda vive altos e baixos na competição e tem sentido desfalques importantes ao longo do torneio como Giba, Gustavo e Roca. A partida foi extremamente equilibrada e os placares se alteram. 28/26 para Montes Claros no primeiro set. 28/26 para Pinheiros no segundo. 25/22 para Montes Claros no terceiro e 25/22 para Pinheros no quarto. Um time só conseguia colocar três pontos de vantagem no placar. No final, o Pinheiros fechou com um bloqueio do levantador Marcelinho.

O Sesi-SP foi mais um protagonista de jogo com cinco sets. Depois de vencer o Montes Claros na abertura do returno, o time comandado por Giovane fez 3 a 2 no Brasil Vôlei no clássico paulista. Segundo o ponta Filipe, o equilíbrio emocional e os bons saques foram os principais fatores da vitória. Será que o Sesi se encontrou? Em algumas partidas do primeiro turno, eles foram derrotados exatamente na falta de equilíbrio. Começavam bem , mas se perdiam na hora de decidir. Pelo menos na noite de quinta-feira foi diferente…

Vitórias e derrotas na Superliga feminina

A rodada para as mulheres foi boa para as paulistas. Sollys/Osasco e Pinheiros/Mackenzie venceram e seguem na ponta da tabela. O time de Osasco levou um susto e perdeu o primeiro set, mas virou para cima do Cativa/Oppnus por 3 a 1 (leia mais sobre a partida). Já a equipe da capital fez um 3 a 0 no Pauta/São José.

Quem tropeçou foi o Unilever. As comandadas por Bernardinho perderam por 3 a 1 para o Usiminas/Minas. Na partida do primeiro turno as mineira já haviam dado um certo trabalho às cariocas. Agora, depois de meses de torneio, fizeram uma partida ideal. “Foi a melhor apresentação da nossa equipe, o que já vinha sendo ensaiado há algum tempo”, afirmou o técnico Jarbas Soares.

A Superliga continua nesta noite, com clássico entre Vivo/Minas e Cimed. Depois, pausa para o carnaval. E você, o que achou da rodada ? Gostou do equilíbrio entre os grandes? E o que achou da terceira derrota do atual campeão Unilever? Deixe seu comentário!

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010 Superliga | 08:30

Sada/Cruzeiro é a nova potência nacional?

Compartilhe: Twitter

A equipe do Sada/Cruzeiro vem crescendo desde as últimas edições da Superliga. E parece que agora, os mineiros são uma potência. Na abertura do returno, eles venceram a tricampeã Cimed sem “respeitar” o adversário.

O Sada/Cruzeiro foi arrasador no ataque e no saque, acabando com a recepção dos catarinenses. Como Bruninho não soube se virar, forçou as jogadas e o ataque não saiu. Pode ser culpa do levantador, que disse que essa foi a sua pior atuação na equipe (leia mais).

Mas basta olhar os números da partida para ver a superioridade do Sada. Foram 40 pontos de ataque dos donos da casa contra apenas 25 da Cimed. Os mineiros até erraram bastante, mas estavam no lucro e, mesmo com alguns vacilos, dominaram o jogo e fizeram 3 a o (leia mais sobre a partida).

E dois jogadores merecem destaque. Bruno Zanuto está fazendo um ótimo torneio e é a garra em pessoa em quadra. Como ele vibra e chama o jogo! E o jovem Wallace veste a camisa do oposto literalmente e atropela o bloqueio adversário. Além disso, o entrosamento com o levantador Sandro é  muito bom. Serão eles que vão acabar com as finais da Superliga entre Cimed e Vivo/Minas?

E a rodada continua…

Ainda na abertura do returno, um resultado que pode ser considerado uma surpresa. O Sesi, que começou a Superliga embalado e aos poucos foi perdendo o poder de decisão, venceu Montes Claros/Funadem por 3 sets a 2 (leia mais sobre a partida). Será que o time de Giovane se reencontrou?

Para completar, vitórias para Vivo/Minas e Brasil Vôlei Clube, que passou pelo Pinheiros/Sky. Rodrigão, Marcelinho e companhia ainda não se acharam. Nem a volta de Giba resolveu. Eles deram 29 pontos de graça para o Brasil Vôlei, o que é muito para um jogo de três sets…

E você? O que achou do começou do segundo turno da Superliga masculina? Deixe o seu comentário!

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 Diversos | 16:16

Rodrigão vira modelo para time do coração

Compartilhe: Twitter

Rodrigão, central do Pinheiros/Sky e da seleção brasileira é torcedor apaixonado do São Paulo. Ele comenta em sua página do twitter quase todos os jogos do time, provoca e é provocado por companheiros de time e até levou a bandeira tricolor para o pódio da Copa dos Campeões no final do ano passado. Com tanta paixão, nada mais justo do que ele apresentar a nova camisa da equipe do Morumbi.

Jogador foi um dos “modelos” do lançamento do uniforme na noite de segunda-feira. “A camisa ficou muito bonita e acho que também vai dar sorte para o time lutar pelo título da Libertadores”. Aposto que Rodrigão deve estar ansioso para estreia do seu time, nesta quarta-feira…

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010 Seleção feminina, Superliga | 08:00

Natália é uma menina com potência de gente grande

Compartilhe: Twitter

Ela só tem 20 anos, saiu cedo de casa para jogar, deixou a vida de adolescente de lado para se dedicar apenas ao esporte e hoje é uma das melhores jogadoras da Superliga 2009/2010. Natália foi o nome do Sollys/Osasco contra o Unilever no clássico da 15ª rodada neste final de semana.

Natália - divulgação

Natália - divulgação

A atacante marcou 34 pontos na vitória por 3 sets a 2 das paulistas sobre as cariocas (leia mais sobre o jogo). Com Jaqueline e Sassá como as ponteiras passadoras, Natália fica livre para fazer o que sabe melhor: atacar! Ela é a segurança do time de Osasco e parece não ter medo de tal responsabilidade. O resultado disso está nas estatísticas. Ela é a maior pontuadora e a segunda melhor atacante da Superliga até o momento.

E quem vê Natália soltando o braço nas adversárias pode até esquecer que ela é apenas uma garota. Eu mesma já passei por isso. Conversei com a atacante algumas vezes e ela é uma menina de riso fácil e com um jeito de moleca.

Natália saiu da casa dos pais aos 15 anos para morar sozinha e jogar. “Na primeira semana eu chorei muito e não sabia se era aquilo que eu queria. Eu me mudei no final do ano, logo voltei para casa no Natal, mas depois fiquei uns cinco meses sem ver meu pai ou minha mãe. Mas eu me acostumei rápido. Depois de dois meses já ficou mais tranqüilo”, me disse a atacante em um bate papo.

“Para jogar, tem se dedicar 100% ao voleibol. Tem que ficar longe de casa, da família, não pode sair para balada aos finais de semana. Tem que se dedicar, cuidar dos horários, da alimentação…Não é fácil”, contou.

Pois é, ser um esportista de alto nível não é simples, mas Natália está no caminho certo. Ela vem crescendo a cada competição e está em sua melhor Superliga, jogando com responsabilidade de gente grande. Será que ela consegue manter esse alto nível na seleção brasileira, em um ano de Grand Prix e Campeonato Mundial, mesmo jogando de ponteira? Vamos ver…

E você? Está acompanhando a Superliga? O que acha de Natália? E o que achou do clássico entre Sollys/Osasco e Unilever? Deixe o seu comentário!

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última