Publicidade

Arquivo de janeiro, 2010

sábado, 30 de janeiro de 2010 Superliga | 18:12

Sesi x Pinheiros tem set mais longo da Superliga

Compartilhe: Twitter

25 pontos nem sempre são suficientes para acabar um set em uma partida de vôlei, que digam Sesi-SP e Pinheiros/Sky. Na partida finalizada há pouco, o Pinheiros só conseguiu vencer o segundo set depois de marcar 42 a 40, a parcial mais longa da edição 2009/2010 da Superliga masculina.

Vibração de Sidão - Divulgação/CBV

Vibração de Sidão - Divulgação/CBV

A força dos dos times chamou a atenção. Mesmo após tantas tentativas de fechar o set, ninguém se abateu ou mostrou cansaço em quadra! Sidão, meio-de-rede do Sesi, ficou com as veias do pescoço saltadas de tanto vibrar ao conseguir um bloqueio. Do outro lado, Rodrigão quase invadiu a quadra quando estava no banco e seu time marcou um ponto.

E vale lembrar que, depois de vencer o primeiro set com um bom desempenho no bloqueio, o Pinheiros/Sky abriu 6 a 1 na segunda parcial. Estava tudo dando errado para o Sesi, desde escorregões do líbero Jeff em um contra-ataque simples até aces dos rivais com a bola desviando na rede. O Sesi se recuperou, mas cedeu o 42º ponto em uma bola desviada para fora. Depois, chegou a até o 25 a 25 na terceira parcial, mas perdeu por 3 sets a 0.

Longe dos 25 pontos
Parece que o Sesi-SP gosta de sets longos e dramáticos. A Superliga está na 16ª rodada e, até agora, dez partidas haviam contado com sets na casa dos 30 pontos. O time paulista estava em três delas. Logo na estreia, precisou de um 39 a 37 para vencer o Montes Claros fora de casa. Depois, fez um 32 a 30, mas perdeu para o Vivo/Minas. E ainda passou por um 31 a 29 para vencer o Santo André. Abaixo os outros jogos com placares elásticos:

Sada/Cruzeiro 3 x 0 Santo André (31/29 para o Sada)
Montes Claros/Funadem 3 x 0 Funvic/Uptime/Cuiabá (31/29 para Montes Claros)
Santo André 3 x 2 Ulbra/São Caetano (32/30 para Santo André)
Ulbra/São Caetano 3 x 1 Vôlei Futuro (32/30 para Ulbra)
Funvic/Uptime/Cuiabá 3 x 0 Upis/Brasília (30/28 para Cuiabá)
Montes Claros 3 x 1 Cimed (34 a 32 para Montes Claros)
Álvares/Vitória 2 x 3 Soya/Blumenau/Furb/Barão (33/31 para Álvares)

E você? O que achou do duelo entre Sesi-SP e Pinheiros/Sky? O que faltou para o Sesi faturar o ponto final do segundo set? Deixe o seu comentário!

Autor: Tags: , , , ,

Diversos | 14:51

Longe dos posts

Compartilhe: Twitter

Galera, preciso me desculpar por estar longe dos posts nos últimos dias… Perdi a minha vó no começo da semana (saudades, Dona Jura!), voltei para a redação, estou no plantão no final de semana e não consegui acompanhar os jogos da Superliga para comentar por aqui! Desculpem!

Mas fiquei sabendo da primeira derrota do Sollys/Osasco (o que aconteceu? O time não jogou bem ou o Sport se superou e mereceu mesmo a vitória) e li sobre Sada/Cruzeiro e Cimed, que estão firmes na briga pela liderança. Vai começar também um jogo que promete: Sesi-SP x Pinheiros/Sky. Quem se dá melhor?

Volto aos poucos a escrever…

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010 Superliga | 08:00

Deu Sada/Cruzeiro no clássico das torcidas

Compartilhe: Twitter

Montes Claros/Funadem e Sada/Cruzeiro tiveram os jogos com o maior número de torcedores em nove das 13 rodadas da Superliga masculina 2009/2010. Na partida da noite de quinta-feira, mais uma vez a casa estava cheia. O Sada levou 4.217 pessoas para a ginásio poliesportivo de Itabira e venceu o Montes Claros por 3 sets a 2 (20/25, 25/19, 21/25, 25/23 e 15/12).

Sada x Montes Claros - Divulgação

Sada x Montes Claros - Divulgação

A partida foi muito equilibrada e o Sada/Cruzeiro ganhou nos deslizes do rival. O Montes Claros/Funadem marcou 61 pontos de ataque, contra 60 dos donos da casa. Também foi melhor no bloqueio, com 10 pontos contra 9, e no saque, com 2 aces contra nenhum do Sada. Mas também errou mais. Deu 37 pontos de graça, enquanto o Sada cedeu apenas 31 e, em um jogo super disputado, isso fez a diferença. Sada/Cruzeiro é o líder da Superliga.

E dois jogadores chamaram a atenção na partida. O levantador reserva do Sada/Cruzeiro Murilo Radke foi para os quarto e quinto sets improvisado como atacante de ponta. O técnico Marcelo Mendez estava sem opção, já que Samuel já era o outro ponteiro e Bruno Zanuto ficou fora da partida, machucado.

Do lado do Montes Claros, o nome foi Lorena. Ele já havia sido elogiado por Bruninho na vitória sobre o Cimed e foi o maior pontuador na noite de quinta-feira. Lorena colocou 32 bolas no chão!

No final, quem se dá bem é quem gosta de vôlei. Os ginásios estão lotados nesta Superliga e a torcida está cada vez mais participando do espetáculo, seja para provocar antes do jogo, como nos comentários aqui no blog, ou para se tornar o sétimo jogador no ginásio!

O jogo do saque errado

E já que estamos falando da 13ª rodada da Superliga, vamos lembrar a vitória do Vivo/Minas sobre o Brasil Vôlei Clube (leia mais sobre a partida). Fazia tempo que eu não assistia a um jogo com tanta pancada no saque.

Praticamente todo serviço era uma bomba! Como consequência, belos aces e muitos, mas muitos saques errados! Se eu não perdi a conta foram 56 no total. Depois de cinco sets de pancadas, méritos para André Nascimento e Giovane, cada um com quatro aces.

Tropeços fora de casa

A rodada também teve dois resultados que não eram esperados. Fora de casa, o Pinheiros/Sky perdeu por 3 a 1 para o Vôlei Futuro, que vinha de sete derrotas consecutivas na competição (leia mais sobre a partida). Já o Sesi-SP caiu diante do Lupo/Náutico/Let’s por 3 a 2 e agora é apenas o quarto na classificação geral. Bom resultado mesmo só para a Cimed, que passou pelo Funvic/Uptime/Cuiabá por 3 a 0.

E você, o que achou da rodada? Foi ao duelo das torcidas mineiras no jogo entre Sada/Cruzeiro e Montes Claros/Funadem? Gostou da partida? Deixe seu comentário!

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010 Seleção feminina, Superliga | 18:37

Natália ganha destaque entre campeãs olímpicas

Compartilhe: Twitter

Natália não estava na campanha do ouro em Pequim com a seleção feminina, mas, mesmo sem a medalha na bagagem, se destacou no das campeãs olímpicas. A atacante superou as companheiras Sassá, Thaísa e Jaqueline e as rivais Mari, Sheilla e Fofão na vitória do Sollys/Osasco sobre o Blausiegel/São Caetano (veja post anterior) e ganhou manchete no site da Federação Internacional de Vôlei (veja a reportagem – em inglês).

A reportagem lembra que a jogadora foi a maior pontuadora da partida (20 pontos) e afirma que ela trará bons momentos para os fãs na edição de 2010 do Grand Prix.

Natália - divulgação/FIVB

Natália - divulgação/FIVB

Natália é dona de um ataque poderoso, que fez a diferença em alguns momentos contra o São Caetano, está aprendendo a segurar a pressão de ser a jogadora de segurança em seu time. Na seleção, ela ainda tem uma grande concorrência, já que disputa a vaga com Paula Pequeno, Mari, Sassá e até Jaqueline, que voltou bem ao Brasil nesta temporada. Para entrar de vez na equipe, precisa melhorar seu passe, afinal, ainda falta ao Brasil uma boa jogadora com potência no ataque e realmente segura no fundo de quadra.

Seleção em São Paulo

Os fãs de vôlei de São Paulo ganharam uma boa notícia nesta quarta-feira. A cidade receberá os jogos contra Itália, Japão e Coreia do Sul do Grand Prix, em agosto de 2010 (leia mais).

E você? Aposta em Natália na seleção brasileira para 2010? Deixei seu comentário!

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 19 de janeiro de 2010 Superliga | 08:00

Sollys/Osasco parece pronto para sair do vice

Compartilhe: Twitter

O time do Osasco já amarga o segundo lugar na Superliga há quatro temporadas, mas, pelo que mostrou na vitória sobre o Blausiegel/São Caetano, está no caminho para mudar essa situação. Na abertura da 10ª rodada, na noite de segunda-feira, o Sollys/Osasco fez 3 sets a 0 (25/18, 25/18 e 25/21) com superioridade.

As comandadas por Luizomar de Moura foram melhores em quadra desde o primeiro set. Enquanto a equipe de Mauro Grasso cometeu erros na recepção, elas estavam bem armadas em todos os fundamentos, com direito a boas defesas. O Sollys/Osasco predominou até o terceiro set, quando cometeu os primeiros erros de saque e o jogo ficou mais equilibrado. Mesmo assim, fechou a partida com pancadas de Natália no ataque.

E Natália foi um dos nomes do jogo, com 20 pontos. Na prática, o destaque foi todo o time, entrosado desde o passe até o ataque. O Blausiegel/São Caetano, como disse Mauro Grasso, não vive um bom momento. “A bola que poderia decidir sai errada na hora errada”, resumiu em entrevista ao Sportv após a partida.

O Sollys/Osasco segue invicto na Superliga, ao lado do Unilever, e é o líder da competição. Ainda tem muita competição pela frente, mas, pelo que vi até agora, o time paulista é um dos mais completos em quadra.

Regla Bell no time titular

A cubana Regla Bell entrou no segundo set da partida e começou o terceiro no time titular do São Caetano. Já deixaram comentários aqui no blog perguntando porque a jogadora não estava sendo muito utilizada. Acho que esse jogo deu a resposta.

Tive a impressão de Bell estar devagar em quadra. Ela foi pouco acionada por Fofão e marcou apenas dois pontos. Depois da partida, Mauro Grasso explicou que a cubana é sua quarta ponteira, já que chegou ao time dois meses depois do elenco e ainda está se adaptando e crescendo na equipe. “Seria injusto colocá-la em quadra na frente de Mari, Mariana e Daisy”, comentou o técnico.

A 10ª rodada da Superliga feminina continua nesta semana e tem uma boa notícia para quem reclama dos jogos apenas na TV a cabo. Com o novo acordo com a CBV, a partida Unilever x Praia Clube/Banana Boat, às 15h nesta quarta-feira, será a primeira com transmissão ao vivo da Bandeirantes.

E você? O que achou da partida do Sollys/Osasco contra o São Caetano/Blausiegel? Você já tem um favorito ao título desta Superliga? Deixe seu comentário!

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 16 de janeiro de 2010 Superliga | 09:00

Uma boa torcida pode ganhar um jogo?

Compartilhe: Twitter

O Montes Claros/Funadem venceu a Cimed, último time que ainda estava invicto na Superliga, diante de um recorde de público. Foram 7.493 torcedores apoiando os donos da casa no Ginásio Tancredo Neves, que chegou a ser considerado um caldeirão.

Torcida do Montes Claros

Torcida do Montes Claros contra a Cimed

“Realmente sente-se a pressão quando se joga aqui. A torcida apóia e faz uma bela festa para o voleibol”, disse o técnico da Cimed Marcos Pacheco após a derrota. O Montes Claros venceu na bola e nos bons saques de Lorena, mas o barulho de tanta gente deve ajudar em alguma coisa…

O time mineiro é dono do maior público em todas as rodadas que disputou em casa na Superliga 2009/2010. Já o Sada Cruzeiro, outra equipe de Minas Gerais que está muito bem nesta competição, também conta com a casa cheia pela “China Azul”. Foi o maior público nas 9ª e 10ª rodadas, nas vitórias sobre Pinheiros/Sky e Sesi -SP. Leitores já até trocaram farpas aqui no blog para saber qual é a torcida mais poderosa do Estado. Sada recebe o Montes Claros no dia 21 de janeiro para tirar a prova!

E agora, fica a pergunta para vocês: torcida ganha jogo? Se tivermos dois bons times em quadra, o fator casa pode ser o diferencial? Dê a sua opinião!

*crédito da foto: Clésio Robert/Divulgação

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010 Superliga | 08:00

Montes Claros 3 x 1 Cimed é uma boa surpresa

Compartilhe: Twitter

Montes Claros/Funadem x Cimed era um jogo de momentos diferentes. Enquanto o time mineiro está na primeira temporada, o catarinense é o atual tricampeão nacional. Mas o Montes Claros já nasceu dando trabalho. Entrou na Superliga já apontada como favorito, foi campeão mineiro em cima do Vivo/Minas e, agora, acabou com a invencibilidade da Cimed.

Montes Claros - Divulgação

Montes Claros - Divulgação

Jogando em casa, os mineiros mostraram seu jogo logo no primeiro set, o mais equilibrado, e venceram por 34 a 32. Depois, mantiveram o ritmo, perderam apenas o terceiro set e liquidaram a partida em 3 a 1, com direito a 8 pontos diretos de saque! Destaque para Lorena, com quatro aces e 24 pontos no total no jogo (leia mais sobre a partida).

Acho que essa vitória foi uma boa surpresa. Mostra que um time novo, sem muitas estrelas, pode bater gigantes, assim como fez a Cimed quando foi criada. Mostra também que o vôlei nacional não é mais dominado por poucas equipes, como vimos em outras edições da Superliga. A Cimed ainda é sim uma das grandes favoritas, mas Montes Claros está forte na briga! Assim como outro novato, o Sesi-SP, ou o Sada Cruzeiro, que cresceu no ano passado e também está arrasador nesta temporada.

E falando em Sada, eles bateram o Fátima por 3 a 0, chegaram a nona vitória consecutiva e subiram para o segundo lugar na classificação. O Sesi-SP passou pelo Santo André em casa, também por 3 a 0, e assumiu a liderança. Já a Cimed caiu para a terceira colocação. Em quarto segue o Pinheiros/Sky, que fez 3 a 0 no Ulbra. Os paulistas estavam abalados com duas derrotas (Cimed e Sada) e parecem que estão se recuperando, com o segundo resultado positivo (venceram o Vivo/Minas na 10ª rodada).

Recuperação em clássico na Superliga feminina

O destaque da 8ª rodada da Superliga feminina foi São Caetano/Blausiegel x Usinimas/Minas. Depois de levar um 3 a 0 fora de casa do Unilever, o São Caetano se levantou e venceu por 3 a 1 (leia mais sobre a partida). Segundo o técnico Mauro Grasso, a equipe ainda tem algumas oscilações em quadra, mas o passe voltou a funcionar. Unilever, Sollys/Osasco e Pinheiros/Mackenzie folgaram nesta rodada.

E você? O que achou da vitória do Montes Claros sobre a Cimed? O que está achando desta edição da Superliga? Mais equilibrada que na última temporada? Deixe seu comentário!

*veja todos os resultados das rodadas da Superliga masculina e feminina

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 12 de janeiro de 2010 Superliga | 17:37

As primeiras rodadas do ano da Superliga masculina

Compartilhe: Twitter

Depois do resumo das mulheres, a vez dos homens. Para eles, o ano de 2010 na Superliga começou com alguns jogaços, outras surpresas e até recuperação para espantar a crise. Vamos ver o que fizeram os principais candidatos ao título nas duas rodadas de janeiro.

Cimed
É o líder e o único invicto do torneio até o momento. Bateu o Pinheiros/Sky por 3 a 0 na casa dos adversários em dos últimos jogos de 2009. Repetiu o placar contra o Fátima, já em janeiro. Segue como um dos melhores times da Superliga, com boas chances de conseguir o tetra. Seu central Lucão é o melhor bloqueador até agora.

Sada/Cruzeiro
Perdeu para a Cimed na estreia e depois, passou por todos os adversários, inclusive dois grandes times, já em 2010. Começou com um 3 a 0 para cima do Pinheiros. O resultado ainda instalou uma crise no time paulista (leia mais abaixo). Na sequência, fez 3 a 1 no Sesi-SP em uma partida com muitos erros no saque e no ataque, mas na qual o time soube crescer nos momentos decisivos. E o Sada tem dois nomes que vem se destacando na Superliga: Wallace, o maior pontuador, e Bruno Zanuto, o melhor atacante, segundo as estatísticas da CBV.

Montes Claros/Funadem
Mais um mineiro que tem apenas uma derrota na competição, também na estreia, para o Sesi. Teve dois jogos simples neste ano e venceu ambos por 3 a 0 (Volta Redonda e Alváres/Vitória). É um time recém-criado, que mescla maturidade e juventude e tem em Fabrício uma excelente arma no saque. Ele é o líder nas estatísticas. Pode ser a surpresa desse campeonato.

Sesi-SP
Apesar de duas derrotas, está em segundo na classificação geral porque tem mais jogos realizados. Começou 2010 com uma bela vitória sobre o Vivo/Minas. Fora de casa, os paulistas saíram na frente com 2 sets a 0, mas cederam o empate. Venceram nos detalhes no tie-break. Ao lado do Montes Claros, é um dos novos times que deu certo.

Pinheiros/Sky
A equipe chegou a ser chamada de galática na sua criação, com Giba, Gustavo, Rodrigão e Marcelinho no elenco. Na Superliga, no entanto, já viveu a sua primeira crise. Fechou 2009 perdendo por 3 a 0 para o Cimed e começou 2010 levando mais um 3 a 0, do Sada. Com os resultados, o central Rodrigão desabafou pelo Twitter. “Perdemos bem feio, viu galera. Ainda bem que não passou na TV”, disse. “Ou mudamos muita coisa ou vamos continuar passando vergonha”, completou. Parece que a bronca mexeu com o time, que se encontrou e venceu o Vivo/Minas na sequência. Rodrigão mais uma vez soltou o verbo, agora reclamando de quem falava que eles não venceriam. Será que eles se entrosaram de vez?

Vivo/Minas e Brasil Vôlei Clube
Os dois começaram a Superliga bem cotados ao título, mas ainda estão um pouco abaixo no torneio. Os mineiros já tem duas derrotas em 2010, para Sesi e Pinheiros. Já os paulistas venceram Álvares e Volta Redonda neste ano, mas ainda amargam a 11ª colocação.

A Superliga masculina continua nesta quinta-feira, com a 11ª rodada. E você? Já aposta em um time campeão? E o que está achando da sua equipe? Deixe seu comentário!

*veja todos os resultados das nona e décima rodadas da Superliga masculina e a classificação geral

Autor: Tags: , , , , , , , ,

Seleção feminina | 17:29

As primeiras rodadas do ano da Superliga feminina

Compartilhe: Twitter

A Superliga 2009/2010 voltou das férias no dia 7 e, depois de mais duas rodadas, só duas equipes ainda estão invictas. Como estou voltando agora ao blog depois das minhas férias, aí está um resumo do que aconteceu com os principais candidatos ao título nesse começo de ano.

Sollys/Osasco
É o líder da competição com sete vitórias em sete jogos e começou 2010 com dois ótimos jogos. Primeiro, fez 3 a 0 no Usiminas em uma partida considerada por Natália como a melhor do time. Depois, repetiu o placar contra o Mackenzie/Mewton Paiva. Agora a equipe folga e volta para quadra no clássico contra o São Caetano, no dia 18 de janeiro.

Unilever
Depois de vencer o Top Volley na Suíça, o time de Bernardinho voltou bem para a Superliga. Passou pelo São Bernardo com facilidade e tirou a invencibilidade do São Caetano no jogo da soliridariedade. A partida levou 9500 pessoas ao Maracanãzinho e a entrada custou R$1 e um quilo de alimento. O que foi arrecadado foi dobrado pelo time e doado às vítimas das chuvas no Rio de Janeiro. A Unilever é a outra invicta do torneio.

São Caetano/Blausiegel
Com muitos erros, principalmente na recepção, caiu diante do Unilever por 3 a 0 e perdeu a invencibilidade. Apesar de ter em seu elenco Sheilla, melhor atacante da competição, Mari e Fofão, ainda tem muitos altos e baixos em quadra. Também tem usado pouco a cubana Regla Bell, grande nome para a temporada.

Pinheiros/Mackenzie
As atuais campeã paulistas seguem muito bem na Superliga. Em 2010, venceram o Mackenzie/Newton Paiva por 3 a 1 e o Usiminas/Minas por 3 a 0. É um time sem grandes nomes, mas que tem no conjunto a sua força.

Usiminas/Minas
A equipe começou a temporada com reforços como a norte-americana Nancy Metcalf, a dominicana Vargas e Ivna, que voltou a jogar depois de uma grave contusão. Entretanto, vem caindo de produção. Já levou dois 3 a 0 neste ano, do Sollys/Osasco e do Pinheiros. Está em quarto lugar na colocação geral.

Recuperado o tempo que fiquei fora! No próximo post, um balanço do que aconteceu com os melhores na Superliga masculina…

*veja todos os resultados das sexta e sétima rodadas da Superliga feminina e a classificação geral

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010 Campeonato Italiano, Diversos, Seleção masculina | 15:32

Serginho e Vissotto entram para seleção ideal

Compartilhe: Twitter

Volto das férias para falar sobre o reconhecimento dos jogadores brasileiros! O jornal francês L’Equipe elegeu a sua seleção masculina ideal e escalou dois atletas nacionais: o oposto Leandro Vissotto e o líbero Serginho. A publicação se baseou no desempenho dos jogadores em 2009.

Vissotto já vinha fazendo boas campanhas na Itália, mas ganhou mais visibilidade com a atuação pela seleção brasileira na última temporada. Ele conquistou a posição de titular com Bernardinho e seu time, o Trentino, é líder isolado no Campeonato Italiano. Na rodada deste domingo, Vissotto colocou 18 bolas no chão na vitória sobre o Macerata que deixou a equipe com uma vantagem de nove pontos na ponta.

Já Serginho dispensa apresentações. Ele fez história neste ano com o prêmio de melhor jogador da Liga Mundial, dado pela primeira vez a um líbero. Ele é a mescla da experiência de 34 anos com a vontade de um menino de estar em quadra.

A seleção do jornal francês ainda conta com dois companheiros de Leandro Vissotto no Trentino: o técnico Stoytchev e o atacante Kaziyski. Mais uma prova da hegemonia do time italiano, atual campeão do Mundial de Clubes e da Liga dos Campeões da Europa. Completam a lista da publicação os poloneses Kurek (que deu muito trabalho a Cimed no Mundial de Clubes e tem um futuro promissor) e Plinski e os sérvios Grbic (ex-capitão do Trentino) e Bjelica.

E você, aprovou o time dos sonhos do L’EquipeDeixe seu comentário!

P.s.: A Superliga já teve bons jogos em 2010 e logo mais farei um post sobre as primeiras rodadas do ano. Ainda estou de férias da redação, mas volto aos poucos ao blog. Ah, Feliz 2010 para todos!

Autor: Tags: , , , , , ,