Publicidade

Arquivo de dezembro, 2009

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009 Campeonato Italiano, Diversos, Seleção feminina, Seleção masculina, Superliga | 08:00

2009 foi ano de ouros, crise e volta de ídolos ao Brasil

Compartilhe: Twitter

O ano de 2009 foi de crise e de renovação do vôlei brasileiro. Crise com a extinção de clubes de tradição como o Finasa/Osasco e o Unisul/Joinville. Renovação com clubes recém-formados como Sollys/Osasco, Sesi, Pinheiros/Sky ou Montes Claros. E renovação nas seleções, com mudança de levantadora entre as mulheres e novos ídolos entre os homens. 2009 foi um ano no qual o vôlei superou os maus temopos, o Brasil ganhou tudo no masculino e perdeu apenas um no feminino e ainda termina com uma Superliga que promete equilíbrio e ginásios lotados.

O Mundo do Vôlei selecionou nesta retrospectiva os principais fatos de 2009. Para navegar, basta clicar nas fotos e lembrar das histórias. E, claro, fique a vontade para deixar seu comentários!

 
Ps.: Galera, chegou a hora de descansar. Vou tirar uns dias de férias e volto em janeiro. Feliz 2010 para todos! Abraços e  continuem comentando por aqui!
 
credito das fotos: divulgação e AP
Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009 Superliga | 08:00

Quem está na liderança aqui e na Itália no Natal

Compartilhe: Twitter

Os campeonatos aqui no Brasil e lá na Itália deram uma pausa para o Natal e voltam na semana que vem. E os times apontados como favoritos são aqueles que estão “comendo panetone” na ponta da tabela. No Campeonato Italiano, o Trentino, de Leandro Vissotto e Raphael, segue firme e isolado na liderança.

Na rodada que começou na terça-feira, venceu o Vibo Valentia por 3 sets a 0. A equipe de Trento começou a temporada embalada e ainda conta com os inspirados Kaziyski e Juantonera no ataque. É a favorita na Itália! A rodada seguiu durante a semana e Cuneo ainda é o vice, com Treviso, de Ricardinho, em terceiro.

Por aqui, só um time está invicto na Superliga masculina: o Cimed. Os atuais tricampeões venceram o Sesi na última rodada (veja o post anterior) e mostraram o poder de reação e de grupo. Saíram perdendo, mas viraram com ótima atuação de Bruninho no levantamento.  E Bob assumiu a responsabilidade de virar em um dia que Thiago Alves não estava tão bem. Isso é a força da equipe.

Outros grandes também estão bem. Pinheiros/Sky, Sesi, Sada/Cruzeiro e Montes Claros, o surpresa entre os novatos com boas atuações até agora, têm apenas uma derrota. Já Vivo/Minas e Brasil Vôlei Clube podem aproveitar a folga para se acertar. Eles andaram tropeçando nas primeiras rodadas e ainda não são os times da temporada passada.

Entre as mulheres, o Sollys/Osasco está na liderança, sem nenhuma derrota. São Caetano/Blausiegel e Unilever também estão 100%  no torneio, mas ficaram para trás da tabela porque que tem um e dois jogos a menos, respectivamente. Pinheiros e Usiminas podem passar o Natal tranquilos. Apesar de terem uma derrota, são bons times. As paulistas não têm grandes estrelas, mas levam vantagem no conjunto. Já as mineiras tem nomes como Vargas e Nancy e ainda podem se entrosar mais, mas tem chances de surpreender.

Então, feliz Natal, galera! Que os jogadores aproveitem os poucos dias de folga e voltem com tudo para mais jogos equilibrados no final de 2009 e em 2010! E boa sorte ao Unilever, que representa o Brasil no Top Volley, de 27 a 29 de dezembro. Eu continuo por aqui no plantão… E na semana que vem o Mundo do Vôlei faz uma retrospectiva do ano, com todos os títulos do Brasil, crise nos clubes, volta das estrelas… Até!

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009 Superliga | 10:48

Primeira derrota da carreira e vingança na Superliga

Compartilhe: Twitter

A penúltima rodada do ano para os homens e a última para as mulheres em 2009 foi de clássicos, vitórias esperadas e o fim de uma marca. Na Superliga masculina, o destaque da sétima rodada era a partida entre Sesi-SP e Cimed. E mesmo sendo um time recém-criado contra o tricampeão nacional, o jogo foi de gigantes.

O Sesi já nasceu gigante e logo despontou como um dos favoritos na temporada. O trunfo dos paulistas foi o rápido entrosamento. Eles formam um time “redondinho”. Se precisam de potência, têm o ataque de Anderson. Se a bola está marcada e pede habilidade, mande para Murilo ou Filipe. Para garantir o meio-de-rede, os grandões Thiago Barth e Sidão.

Cimed tira invencibilidade do Sesi

Cimed tira invencibilidade do Sesi - Divulgação

E foi com essa boa “distribuição de tarefas” que o Sesi abriu logo 6 a 1 para cima da Cimed no jogo da terça-feira à noite. Ao longo do jogo, a equipe foi perdendo alguns contra-ataques e o poder no saque, deixando os catarinenses crescerem.

Os outros sets foram mais equilibrados, mas a Cimed foi mais time na hora de decidir. Com a bola de segurança de Bob e o bom saque de Lucão, conseguiu se impor. Perdeu o primeiro set, mas ganhou os outros dois. Na última parcial, disparou com 13 a 5 no placar. O Sesi ainda reagiu, tirou a vantagem para apenas 3 pontos e, depois de erros de ataques dos dois lados, a Cimed fechou em 3 sets a 1. Essa foi a primeira derrota em casa do Sesi desde a sua criação, em maio deste ano.

Vitória dos favoritos
Ainda na sétima rodada, os favoritos saíram de quadra com a vitória, todas por 3 sets a 0. Sada/Cruzeiro impôs seu ritmo e passou pelo Lupo. O Vivo/Minas voltou a jogar bem e venceu o Vôlei Futuro. Em casa, Pinheiros/Sky bateu o Blumenau mesmo sem contar com Giba, com uma inflamação no joelho. Montes Claros segue a ótima campanha e não deu  chances ao Cuiabá. E o Brasil Vôlei Clube, depois de começar travado pela derrota para o Montes Claros na última semana, mostrou seu jogo e bateu o Brasília. (veja todos os resultados da rodada)

Vingança na Superliga feminina
O Sollys/Osasco também teve um clássico na noite de terça-feira. Na quinta e última rodada do ano da Superliga feminina, as comandadas por Luizomar enfrentaram o Pinheiros e deram o troco da final do Campeonato Paulista. No estadual, o time da capital ficou com o título. Agora, o Sollys/Osasco suou, venceu o primeiro set só com um 32 a 30 e levou o jogo no tie-break (leia mais sobre a partida).

Por enquanto, Sollys/Osasco, Unilever e São Caetano seguem invictos na competição (veja todos os resultados da rodada). A Superliga feminina volta no dia 7 de janeiro. Os homens ainda entram em quadra na semana que vem, no dia 29 de dezembro.

E você? O que achou dos clássicos da Superliga? Foi assistir a alguma partida? Deixe o seu comentário!

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 Campeonato Italiano, Mais Europa | 09:16

Trentino lidera Italiano e arrasa na Liga dos Campeões

Compartilhe: Twitter

Enquanto a Superliga ainda esquenta por aqui, o Campeonato Italiano e a Liga dos Campeões estão a todo vapor na Europa. E um time é destaque nos dois torneios: o Trentino, dos brasileiros Leandro Vissotto e Raphael e de estrelas como o búlgaro Kaziyski e o cubano Juantonera. A equipe é líder do Italiano e arrasou em um clássico na Liga dos Campeões na rodada da quarta-feira. Vamos com um campeonato por vez…

Leandro Vissotto - Divulgação/Legavolley

Leandro Vissotto - Divulgação/Legavolley

Liga dos Campeões
O torneio está na terceira rodada da primeira fase e o Trentino, que defende o título, fez um jogo surpreendente contra o Dínamo Moscou, de Dante, na quarta-feira. A partida era o clássico dessa fase e todos esperavam equilíbrio, mas Vissotto e companhia demoliram os adversários. Dominaram o jogo a partir o segundo tempo técnico do primeiro set e chegaram a abrir 10 a 1 na última parcial. O resultado foi 3 sets a 0 (25/18, 25/23 e 25/11) e a marca de 15 partidas sem perder na Liga dos Campeões.

Após o jogo, o técnico do Trentino disse que aquele time em quadra não era o Dínamo. “Sabemos que o Dínamo que enfrentamos hoje não é o real, mas apenas uma cópia ruim. Foi um jogo estranho”, afirmou Stoytchev. Mesmo que o os russos estivessem um dia ruim, os méritos são dos italianos. Afinal, não é todo dia que uma equipe marca oito aces e erra apenas nove saques!

Além do Trentino, o russo Zenit Kazan, dos norte-americanos Stanley e Ball, e o alemão Friedrichashafen seguem invictos e lideram seus grupos. A Liga dos Campeões para neste final de ano e os jogos voltam em janeiro de 2010, a partir do dia 6. As partidas são transmitidas pelo site http://www.laola1.tv/

Ricardinho - Divulgação/Legavolley

Ricardinho - Divulgação/Legavolley

Campeonato Italiano
O título que o time de Vissotto e Raphael perdeu em 2009 foi o Italiano, para o Piacenza, do brasileiro João Paulo Bravo. Nesta temporada, o Trentino está na liderança da competição nacional, com três pontos a mais que o vice, o Cuneo, e uma campanha com 12 vitórias e duas derrotas.

Quem também é destaque na Itália é o levantador Ricardinho. Ele tem feito ótimos jogos pelo Treviso e brilhou na vitória sobre o Trentino. Seu time ocupa a terceira colocação na tabela. A próxima rodada do Italiano começa nesta sexta-feira.

E você? Está acompanhando o vôlei italiano e a Liga dos Campeões? O Trentino fatura mais títulos nesta temporada? Deixe a sua opinião!

Ps.: escolhi falar do vôlei masculino porque é o que eu acompanho mais… Mas o time de Paula Pequeno e Walewska está mal na Liga dos Campeões, com três derrotas em três partidas. Tentarei falar mais sobre isso na volta do torneio, em janeiro. Enquanto isso, fiquem a vontade para comentar!

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009 Superliga | 08:29

Respeito demais às vezes atrapalha

Compartilhe: Twitter

O jogo que fechou a quarta rodada da Superliga masculina nesta noite foi um duelo de estreantes, só que um diferente do outro. De um lado, o Pinheiros/Sky, dos astros Giba, Rodrigão, Gustavo, Marcelinho e do cubano Rocca. Do outro, o Funvic/Uptime Cuiabá, repleto de caras novas.  E os jovens do Mato Grosso respeitaram demais os ídolos em quadra, erraram muito e foram derrotados facilmente.

Armação do Pinheiros/Sky - Divulgação

Armação de jogada do Pinheiros

Em dos pedidos de tempo, ainda no primeiro set, o técnico de Cuiabá João Marcondes chamou a atenção para que seus jogadores entrassem mais soltos em quadra. Ele até brincou que já havia tido tempo para passar a ansiedade de encarar um grande adversários e de jogar diantes de câmeras e microfones, fazendo um “tchauzinho” para o câmera da Sportv. Mas parece que ser transmitido em rede nacional abalou o time de Cuiabá.

Eles respeitaram demais o Pinheiros/Sky! Pareciam estar com receio até de comemorar os pontos na casa do adversários. Eles só se soltaram um pouco no terceiro set, chegaram a liderar o começo da parcial e fizeram belos ataques com Luis e Roney, mas não lembrarm em nada o time que venceu o Lupo/Nautico/Let’s logo na estreia da Superliga 2009/2010.

Já os anfitriões fizeram o seu jogo. Mesmo com a facilidade, mantiveram a concentração e fecharam com facilidade. Para frustração da torcida e até dos jogadores do Cuiabá, Giba foi poupado. No final, 3 a 0 para o Pinheiros e a receita de que, mesmo com seus ídolos e diante das câmeras, não se pode ter medo de jogar!

Pinheiros segue invicto no feminino
Na Superliga feminina, a terceira rodada começou com vitória do Pinheiros/Mackenzie sobre o Praia Clube/Banana Boat. O jogo foi mais duro que o esperado e as atuais campeãs paulistas erraram demais, perderam a concentração e só venceram no tie-break.  Qualquer vacilo pode ser chance para o rival, mesmo que não seja favorito, crescer e o Pinheiros quase sofreu com isso…

E você? Assistiu aos jogos do Pinheiros? O que espera da Superliga 2009/2010? Dê a sua opinião!

*veja todos os resultados da rodada da Superliga masculina e da feminina
*crédito da foto: Divulgação – Pinheiros/Sky

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009 Superliga | 09:08

Mineiros são surpresa boa e ruim nesta Superliga

Compartilhe: Twitter

Depois da segunda rodada no feminino e da quarta rodada quase completa no masculino, os times de Minas Gerais chamaram a atenção, uns pelo lado bom e outros, pelo lado ruim. Entre os homens, domingo foi dia do “clássico do pão de queijo” entre Vivo/Minas e Sada Cruzeiro. As duas equipes fizeram um duelo acirrado na semifinal do ano passado e agora o jogo prometia o mesmo equilíbrio. Não foi bem assim….

Sada Cruzeiro - site oficial

Sada Cruzeiro - site oficial

O Sada Cruzeiro jogou melhor o tempo todo e o Minas não conseguiu impor uma boa sequência de pontos. Marcava no ataque ou no bloqueio, mas, logo depois, errava no saque e perdia a bola. Wanderson e Henrique foram os reis da bola na rede. Do outro lado, o Sada tinha o oposto Wallace e o ponta Bruno Zanuto inspirados. Os dois foram a segurança do time e os maiores pontuadores, com 18 e 13 bolas no chão. No final, o Sada Cruzeiro venceu por 3 sets a 0 em um resultado merecido! Já está na hora do Vivo/Minas acordar!

Outro belo jogo foi entre Cimed e Ulbra/São Caetano. Os atuais campeões só venceram no tie break e tiveram que superar os 20 pontos do veterano “Gilsão mão de pilão”. Já o Brasil Vôlei clube foi superado fora de casa pelo time de Fátima por 3 sets a 1. Resultado esperado mesmo só para o Sesi, que passou pelo Upis/Brasília sem problemas em casa, por 3 a 0. Mais provas de que essa Superliga está bem equilibrada.

Pinheiros na liderança

Unilever x Usiminas - Divulgação

Unilever x Usiminas - Divulgação

Entre as mulheres, o Pinheiros/Mackenzie segue firme no torneio. Embaladas com o título do paulista, elas ainda perderam nenhum set no torneio e estão na liderança. Vale lembrar que ainda não encararam as consideradas favoritas na competição (venceram Cativa/Opnnus, na estreia, e Pauta/São José).

No sábado, o Unilever encarou o Usiminas e viu que reforçado time mineiro pode dar trabalho. Ainda sem total entrosamento e com falhas na relação bloqueio e defesa, o time de Bernardinho sofreu com os duros ataques rivais, mas venceu por 3 a 1. Apesar do resultado, o Usiminas mostrou que tem um bom conjunto com a recuperação de Ivna, que se machucou no auge da última temporada, com a dominicana Vargas e a norte-americana Nancy Metcalf. Vale ficar de olho nessa equipe!

E você? O que achou das últimas rodadas da Superliga? Sada Cruzeiro tem chances de brigar pelo título? E Pinheiros e Usiminas? Deixe o seu comentário!

*veja todos os resultados da rodada da Superliga feminina e da masculina

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 Superliga | 10:08

Sufoco e passeios na estreia da Superliga feminina

Compartilhe: Twitter

As mulheres fizeram seus primeiros jogos na Superliga 2009/2010 na noite de quinta-feira e, assim como no masculino, parece que teremos equilíbrio em quadra. “Esta Superliga será diferente da que passou. Pinheiros/Mackenzie, Sollys/Osasco, Blausiegel/São Caetano e nós da Unilever somos fortes candidatos a estar na final. A Usiminas/Minas corre por fora. O Sport/Banco BMG e o Cativa/Oppnus também podem dar trabalho”, analisa Érika. E quanto mais igualdade, mais emoção para o público!

Dos times apontados por Érika como favoritos, o São Caetano foi quem teve maior trabalho na estreia. Fora de casa, o time de Mari, Sheilla e Fofão abriu 2 a 0 contra o Vôlei Futuro, mas permitiu o empate e só fechou o jogo no quinto set. Aí falou a experiência. As jogadoras do São Caetano estão bem entrosadas, já se conhecem desde a temporada passada mostraram mais segurança em quadra para liquidar a partida.

Fabiana/Unilever - Divulgação/CBV

Fabiana/Unilever - Divulgação/CBV

Já Sollys/Osasco e Unilever, antigos Finasa e Rexona, tiveram jogos bem mais tranquilos e começam a Superliga com cara de que, mais uma vez, são fortes para chegar à final. As duas equipes continuam com a seleção brasileira em quadra. Do lado paulista temos: Natália, Sassá, Thaísa, Camila Brait, Jaqueline e Ana Tiemi. E do lado carioca temos: Fabi, Fabiana, Joycinha, Carol Gattaz (ainda se recuperando de lesão) e Dani Lins.

O Sollys/Osasco leva vantagem de ter saído do Paulistão. O time estava completo nas finais e pegou pedreiras como o São Caetano e o Pinheiros. Ficou com o segundo lugar, mas já pode sentir o ritmo de jogo. E colocou isso em quadra para bater o Pauta/São José por 3 sets a 0, com ótimos bloqueios. Já o Unilever jogou o Carioca, mas o torneio do Rio não tem times que ofereçam dificuldades… Ainda assim, elas passaram Mackenzie/Newton Paiva também por 3 a 0. Pelo menos a equipe, praticamente a mesma da última temporada, já é velha conhecida e sabe jogar junta.

Pinheiros, campeão paulista, e Usiminas, que pode dar trabalho no torneio, também estrearam com vitórias por 3 a 0 sobre Cativa/Opnnus e Macaé/Sports (veja outros resultados da rodada). Como espectadora, torço para uma Superliga mais igual e com times, como foi o São Caetano na última temporada, para bater de frente com Sollys e Unilever. Vamos ver no que vai dar…

E você? O que achou da rodada de abertura da Superliga Feminina? Deixe o seu comentário!

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009 Superliga | 21:03

As primeiras rodadas da Superliga masculina

Compartilhe: Twitter

A temporada da Superliga começou e provou o que os jogadores já esperavam: equilíbrio. “Não adianta achar que teremos jogos fáceis nesta Superliga”, disse Lucão, da Cimed. Já para Giba, do Pinheiros/Sky, e Éder, da Cimed, são muitos os times que brigam pelo título. “São seis ou sete que chegam fortes e não podemos perder o foco em nenhum jogo”, afirmou o central atual campeão. Com isso, vamos ao que aconteceu nas primeiras rodadas com algumas equipes.

Cimed
A atual campeã teve um jogo duro e outro mais simples do que o esperado. Primeiro, sofreu com o nervosismo da estreia e foi surpreendido pelo Sada/Cruzeiro, que vem desde o ano passado como uma nova potência nacional. Apesar da dificuldade, venceu por 3 a 2. Na segunda partida, um clássico contra os mineiros e um simples 3 a 0 graças ao ótimo entrosamento dos catarinenses. Já começa como favorita na competição, mesmo com o baixo desempenho no último torneio disputado, o Mundial de Clubes (a Cimed não chegou nem às semifinais).

Vivo/Minas
O time mineiro manteve seus reforços do ano passado André Nascimento e André Heller, mas perdeu peças importantes, como o atacante Ezinho. Na estreia, venceu o Barão por 3 sets a 1 com destaque para o central Henrique, maior pontuador e autor de três aces. Depois, sofreu a derrota inesperada para o Cimed. Pela tradição dos dois times, que fizeram as últimas quatro finais de Superliga, ninguém esperava um 3 a 0, para qualquer um dos lados.

Pinheiros/Sky
Com Gustavo, Giba, Rodrigão, Marcelinho e o cubano Rocca, já nasceu grande. Mesmo assim, já provou do veneno dos times que querem surpreender nesta Superliga. Depois de uma boa vitória por 3 a 1 sobre o Brasil Vôlei na estreia, perdeu para o novato Montes Claros por 3 sets a 2. Foi a primeira surpresa da competição. Na partida, os paulistas sofreram com o bloqueio e os bons ataques dos mineiros, que jogaram com raça e coração para vencer, sem respeitar Giba e companhia.

Sesi
Mais um que nasceu grande com estrelas como Murilo, Anderson, Sidão e o técnico Giovane. Mas, diferente do Pinheiros, já está totalmente entrosado, venceu o Paulista de 2009 e está invicto na Superliga. Bateu Montes Claros e Brasil Vôlei, ambos por 3 a 1, com tranqüilidade e volume de jogo de todos em quadra. Murilo segue a boa fase da seleção e promete ser um dos destaques da competição nacional.

Brasil Vôlei
Uma coisa essa equipe tem: vontade! Mesmo sem o patrocínio do Banespa, o time não se desfez e segue firme com bons jogadores como Serginho, Marlom e o jovem Renan, destaque de 2,15m das seleções de base do Brasil. Ainda não venceu no campeonato (perdeu para Pinheiros e Sesi), mas tem potencial para crescer. Também é uma equipe que já sabe jogar junta. Talvez ainda sinta um pouco de falta de Dante, que voltou a jogar na Rússia pouco antes da Superliga.

Montes Claros
Aqui está a grande surpresa dessa competição. O time acabou de ser formado, desbancou o Minas nos jogos regionais e já fez sua vítima na Superliga. Depois de perder para o Sesi, venceu o Pinheiros e mostrou as suas armas. É uma equipe jovem, mas com pontos de equilíbrio, como o veterano Ezinho no ataque. Vale tomar toda a atenção contra eles nesta temporada

Sada Cruzeiro
O time mineiro apareceu com força na temporada 2008/2009. Ganhou reforço como Samuel e teve um bom começo nesta Superliga. Perdeu para a Cimed, mas vendeu muito caro a derrota (3 a 2) e, na sequência, se recuperou e bateu a equipe de Blumenau (3 a 2).

Em uma Superliga com 17 times, seria esperado que a briga fosse maior. Esses times citados foram os que chamaram a minha atenção no que pude acompanhar da competição. As duas primeiras rodadas mostraram que tem muita gente grande espalhada pelo Brasil e que a hegemonia Cimed e Minas pode estar ameaçada, sim senhor! É esperar para ver!
E você? O que achou dos primeiros jogos da Superliga masculina? Aponta mais algum favorito? Deixe seu comentário!

p.s.: acho que devo uma explicação a vocês! Desculpem pela ausência nos últimos dias, mas foi resultado da correria na redação. Fui parar até nas finais do Brasileirão de futebol! Tentarei acompanhar a Superliga e vou postando por aqui os balanços da rodada que eu conseguir….

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 1 de dezembro de 2009 Superliga | 10:50

Almoço com o "inimigo" na Superliga

Compartilhe: Twitter

Eles jogam juntos a maior parte do ano nas seleções brasileiras feminina e masculina. Agora, vão ficar frente a frente em mais uma edição da Superliga, recheada de ídolos veteranos e novatos. Fui ao almoço de lançamento da competição na segunda-feira e o que se vê é que todos esperam um campeonato mais forte que no ano passado, mas sem perder ao clima de amizade e a descontração.

Os jogadores fizeram coro: a Superliga 2009/2010 será mais complicada e mais equilibrada que a edição passada. “Parece um videogame. A cada ano que a passa, aumenta um nível. Agora já chegamos ao nível mil”, disse Dani Lins, levantadora da seleção e do Unilever, antigo Rexona. “Teremos uns oito ou nove times na briga pelo título. Não há como apontar um favorito”, completou Giba, capitão da seleção e do Pinheiros/Sky.

Conversa animada de Murilo com André Heller

Conversa animada de Murilo com André Heller

Mas tanta dificuldade, com times reforçados por campeões no masculino e no feminino, não separa os jogadores. Enquanto conversava com Sidão sobre a competição e ele afirmava que sonhava com o título no primeiro ano do time do Sesi, Marlom, levantador do Brasil Vôlei, almoçava na mesma mesa e dava algumas risadas. Pouco depois, chegou Serginho, companheiro de Marlom e brincou: “Não posso falar muito! Estou almoçando com o inimigo”. Sidão caiu na risada e não se incomodou. Saiu da mesa, mas logo voltou com a sobremesa.

E uma cena peculiar foi protagonizada por Fabiana e Thaísa, uma do Unilever, outra o Sollys. Primeiro, falei com as duas ao mesmo tempo e elas não ficaram inibidas em afirmar que queriam vencer o time da outra na Superliga. Enquanto isso, televisões espalhadas pelo local mostravam lances do torneio do ano passado. Em um deles, Fabiana parou a jogada de Thaísa com um belo bloqueio. Ao ver a imagem, Thaísa ficou espantada, soltou um palavrão e foi “brigar” com amiga, dizendo: “você viu o que você fez comigo?”. Depois, as duas caíram na gargalhada.

A Superliga 2009/2010 promete emoção com astros em quadra como Giba, Gustavo, Rodrigão, Murilo, Bruninho, Lucão, Serginho, Sidão, Anderson, Éder, Thiago Alves e outros nomes. Mas também terá um clima de muita amizade, pelo menos até a bola rolar. A competição masculina começa no dia 3 de dezembro e a feminina, no dia 10.

E você? O que espera da Superliga 2009/2010? Acha que será um campeonato mais complicado que o da temporada passada? Deixe seu comentário!

*crédito da imagem: Divulgação/CBV

Autor: Tags: , , , , ,